Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.



Contador de visitas
.Os Meus amigos



Maripossa


:: Onix ::

San
Sentidos Proibidos Mª
Cuidando de Mim
Da Planície
Tina
Coisas de Mulher
Em busca da Felicidade



.posts recentes

. ADEUS, JULINHA

.arquivos

. Maio 2019

. Março 2018

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

Segunda-feira, 30 de Novembro de 2009
ADEUS, JULINHA

 Estou doente.

O fim de semana a partir de domingo à tarde foi muito doloroso com a agravante de que estava em casa do filho mais velho e tinhamos combinado ir escolher a prenda de natal para eles.

Fomos, com grande sacrificio meu, escondido deles com o brincar com o bebé, empurrando o carrinho para ter onde me segurar e,como se isso não bastasse, a filhota fez ontem 23 anos e tinha combinado com os irmãos e os sogros irmos lá a casa comer um bocadinho de bolo.

Mas passou-se.

Hoje devia ter ido ao Hospital fazer análises de rotina mas nem sequer consegui levantar-me.

Para completar faltava a notícia pior.

Ao ligar o telemóvel tinha seis mensagens de diferentes colegas a dizer:

 

A JULINHA DEIXOU-NOS.

 

Era uma colega muito querida de todos, professores, colegas e alunos. 

Era uma pessoa "sui generis" sempre com histórias novas de quando era menina. Contadas com todos os pormenores como se os estivesse ainda a viver. Se, por qualquer razão, tivessemos que nos afastar, no regresso ela recomeçava a história exactamente no mesmo pormenor aonde a deixara.

Chata? Não, DEFINITIVAMENTE, NÃO.

AMOROSA, BRINCALHONA,CALMA, AMIGA DO SEU AMIGO. Com uma maneira muito própria de lidar com os alunos  que lhe chamavam Julinha.

Nós brincávamos dizendo que, devido à sua calma, nunca morreria do coração. Pois esse maroto há anos pregou-lhe uma partida e obrigou-a ao uso dum pacemaker.

Agora foi uma doença ainda pior, que a foi corroendo e que a levou.

Resta-nos consolarmo-nos pensando que deixou de sofrer. Nos últimos dias,sempre que alguma de nós a via, mal a reconhecia, de tão diferente que estava fisicamente.

Mas o seu espírito mantinha-se o mesmo.

 

JÚLIA, FELIZ NATAL COM JESUS.

 

 

 

sinto-me: muito triste
tags:
publicado por rodrigando às 13:08
link do post | comentar | ver comentários (25) | favorito
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.favorito

. PAI SE É POSSIVEL...

. SINA ...(?)

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. ILUSÃO

. REVIRAVOLTAS

. HOJE

. TVI - PORQUE A SOLIDARIED...

. ONTEM FIZ

. OFICIALMENTE...

.tags

. todas as tags

.Música
Música
The Prayer - Celine Dion
.subscrever feeds