Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

rodrigando

Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.

rodrigando

Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.

SINTO-ME TÃO EGOISTA !

rodrigando, 15.01.10

 

 

 Como é possivel não sentir o coração apertado de dor e as lágrimas a correrem no rosto?

Como poderemos a partir de agora achar grandes os  meus  problemas que, afinal,são infimos comparados com este?

Como posso sentir-me triste e irritada porque chove há muitos dias quando ali se morre pela falta de uma gota de água?

Como posso desanimar por a minha casa estar cheia de humidade quando há um país que quase nem paredes tem e tem tanta gente debaixo das que ruíram?

E se tivesse sido cá,onde estaríamos nós agora?

Hoje sinto-me muito triste sim mas sei que tenho razões para o estar.

 

CONFIDÊNCIAS

rodrigando, 10.10.09

 EGOISTA =  Pessoa que quer ter tudo.

 

Não pareço ,não quero ser mas a verdade é que me dei conta que o sou.

 Desde que me vi livre de um certo problema que durou quase vinte anos, que me habituei a ser dona e senhora de mim ,do meu tempo,da minha casa, do meu pouco dinheiro, da minha muita vontade e do meu nariz que, apesar de não ser  nada pequenino, não costuma meter-se aonde não é chamado. 

Habituei-me a ir para onde quero e posso, sem ter que dar contas a ninguém. Levanto-me  e deito-me quando me apetece.

Tenho um emprego que, sem ser o que eu sonhava, me é gratificante.

Tenho uma casa que, embora velha e pequenina é minha, pelo menos enquanto eu pagar os 4 euros de renda mensal.

 Tenho amigos, filhos e netos maravilhosos que me completam como pessoa.

Ainda não tenho mas sei que vou recuperar a saúde e o resto são as coisas próprias de idade.

 Sei que se muitas pessoas tivessem tudo isto sentir-se-iam felicíssimas mas eu não me sinto.

De vez em quando sinto que me falta algo que é muito importante na vida de todas as pessoas. É que eu, apesar da minha idade, apesar de tudo o que tenho, sinto-me só..

Os filhos  falam muitas vezes  em eu reconstituir a minha vida. Sei que me apoiariam se o fizesse.

A brincar digo-lhes que não tenho com quem. Respondem-me que não vejo porque não ando à procura. Talvez seja verdade mas também é verdade  que tenho medo de voltar a acreditar, de voltar a confiar, de voltar a sofrer e também não quero abdicar da independência que tenho.

Não quero voltar a viver nada do que já vivi mas gostava de sentir o coração a bater mais depressa por alguém, gostava de sentir uma mão que apertasse a minha com carinho, gostava de poder compartilhar o resto da minha vida com alguém a quem amasse  e me amasse, nem que fosse só um bocadinho.

É que estou cansada de ter o coração vazio.