Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

rodrigando

Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.

rodrigando

Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.

MAIS UM POEMA (2)

rodrigando, 21.08.09

                              CONTRA SENSO

  

  Se um dia pudesse

   Dizer o que sinto

   Quem não me conhece

   Diria que minto.

   Só raiva,só dor

   E alguma apatia

   Mas,ao meu redor,

   Só mostro alegria.

 

   P'ra quem me conhece

   Basta um só olhar

   E dão-me a benesse

  De os não enganar.

  Mas quantos são esses?

  Tão poucos,eu sei

   E quantas das vezes

   Já os enganei?

 

      

   Não posso ser eu!

   Não posso e não quero.

   Quando se sofreu

   Por se ser sincero

   E um dia descobre

   Com desgosto profundo

   Que ser leal e nobre

   Não é para este mundo

 

   Sem raiva,sem dor

   Somente apatia

   E ao meu redor

   Mostrar alegria.

   Se um dia eu quisesse

   Mostrar o qu sinto

   Até quem me conhece

   Diria que minto!

 

 

 

NOTA - Este foi um dos  meus poemas publicado no jornal da minha Escola  (Jornal se data) em Junho no ano lectivo 2005/2006.

                                   

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.