Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.



Contador de visitas
.Os Meus amigos



Maripossa


:: Onix ::

San
Sentidos Proibidos Mª
Cuidando de Mim
Da Planície
Tina
Coisas de Mulher
Em busca da Felicidade



.posts recentes

. Cansada de ter saudades

. Saudades

. Saudades

. FELIZ DIA DA MÃE

. DE VOLTA? TALVEZ

. PAI SE É POSSIVEL...

. Morreu em HOMEM!!!

. SINA ...(?)

. EM TEMPO DE PÁSCOA E REFL...

. PARABÉNS FILHO

.arquivos

. Maio 2019

. Março 2018

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

Terça-feira, 11 de Agosto de 2009
DE MÃOS DADAS... " O que é que eu faço?"

                 

 

       Moro na mesma rua há mais de 30 anos por isso conheço a maioria das pessoas que cá moram.A muitos de nós nasceram-nos  aqui os filhos,vimo-los crescer e agora vemo-los vir  a casa dos pais já acompanhados dos filhos. De certa forma isto é como uma aldeia em que todos se conhecem para o bem e para o mal,que dizer quando há uma noticia boa estamos cá todos e quando a notícia é má também cá estamos.

        Claro que isto implica alguma falta de privacidade mas antes isso do que viver naqueles prédios em que nem sequer se conhecem os vizinhos do lado.

         Há alguns anos,quando o bairro foi legalizado e se começaram a construir prédios novos,veio cá para a rua um casal já na casa dos 50 que andava sempre junto , de mãos dadas e sempre a conversar.  

           Quantas vezes os vi passar assim? Quantas vezes os olhei até com um bocadinho de inveja pela harmonia e pela cumplicidade que deles emanava?

            Mais do que uma vez reparei que viviam num mundo só deles,não cumprimentavam ninguém e ninguém os cumprimentava! Quanta confusão me faziam!

            Há alguns dias comecei a ver a senhora sózinha. Comecei a aperceber-me que estava mais magra,triste e abatida.

            Hoje não resisti.Fui ao encontro dela, pedi-lhe desculpa, disse-lhe que tenho estranhado vê-la sozinha e perguntei se estava tudo bem com o marido.

           A  principio olhou-me com ar de quem me ia mandar dar uma volta  e quase me arrependi. Depois deve ter-se apercebido que não o fazia por coscuvilhice e acabou por me dizer, já com lágrimas nos olhos,que o marido teve um AVC e  está no Hospital muito mal.

           Mesmo na rua conversámos mais um pouco e acabei por saber que só se teem um ao outro.

            -Ai minha senhora o que é que eu faço se o meu marido morre?

              Apertei-lhe a mão com uma vontade enorme de a abraçar , disse-lhe as palavras que é costume quando não sabemos o que dizer .

            Quando nos despedimos sorriu-me e tive a sensação que era o sorriso de quem já não se sentia tão só.

             E eu tive mais uma oportunidade para agradecer a Deus pela família que me deu.

publicado por rodrigando às 00:54
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.favorito

. PAI SE É POSSIVEL...

. SINA ...(?)

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. ILUSÃO

. REVIRAVOLTAS

. HOJE

. TVI - PORQUE A SOLIDARIED...

. ONTEM FIZ

. OFICIALMENTE...

.tags

. todas as tags

.Música
Música
The Prayer - Celine Dion
.subscrever feeds