Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

rodrigando

Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.

rodrigando

Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.

E AGORA?

rodrigando, 11.02.11

 

A senhora idosa que esteve 9 anos morta em casa, afinal não era única.

Hoje também foi noticia um homem de 35 anos que morreu e esteve em casa uma série de anos, sem ninguém saber.

E a quantos outros já aconteceu o mesmo sem que fossem notícias de jornal?

Ambos foram procurados por vizinhos e familiares sem que as Autoridades dessem seguimento aos pedidos.

A GNR  ou a Polícia só pode fazer diligências depois de uma queixa de familiares.

E se não houver familiares? A queixa (preocupação) da vizinha não era suficiente?

A luz acesa até era um indicio de que algo não estava bem!

Afinal de quem é a culpa? Da solidão? Da família? Das autoridades?

De ninguém, como é hábito.

Arrombar uma porta só com ordem Judicial. Quanto tempo demora a consegui-la? Como se justifica esse pedido?

Quem paga as despesas? (E a mim parece-me que é este o grande problema).

Houve incúria das autoridades? Sem dúvida.

Houve desinteresse da familia? Também.

E agora?

Agora abrem-se inquéritos, fazem-se averiguações, procuram-se "culpados".

Nada se pode fazer por estas pessoas mas que se fará por outras nas mesmas circunstâncias?

Penso que o mais importante neste momento era encontrar uma solução rápida para situações idênticas, antes que volte a repetir-se.

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.