Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

rodrigando

Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.

rodrigando

Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.

HOJE VOU CONTAR-VOS UMA HISTÓRIA

rodrigando, 02.02.11

Uma história de quatro amigos que se conheceram nos bancos da Escola.

Escolheram-se domo IRMÃOS e incluíram as suas próprias famílias naquela que construíram. Deste modo as mães passaram a três três filhos do coração além do seu próprio filho.

Chegaram mesmo a fazer um simbolo que partiram em 4 pedaços e usavam ao pescoço, num fio.

Há quantos anos começou essa amizade? Há pelo menos 16 ou 17 anos.

São 3 rapazes e uma rapariga.

Nos momentos bons e maus têm estado sempre juntos.

E, neste momento em que escrevo, eles estão juntos. Mas três estão desfeitos pelo desgosto. O outro está deitado num caixão.

Um estúpido acidente de mota ceifou ontem a vida de um jovem cheio de vida. Era filho único.

Era cuidadoso com a mota que era também o seu modo de ganhar a vida.

Estava junto da mãe dele e a lembrar-me de algo que li há dias.

Quando nos morrem os pais, ficamos orfãos. Quando nos morre o companheiro, ficamos viúvos.

A morte de um filho é tão contra-natura que não tem nome.

O Carlos Lucas partiu ontem para Deus. Mas só morrerá quando todos os que o amam (e são muitos) o esquecerem. E não creio que isso aconteça.

Eu, uma das mães-adoptivas, sei que estás com Deus e que irás receber-me com o teu abraço carinhoso de sempre, quando chegar a minha vez.

 

 

12 comentários

Comentar post