Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.



Contador de visitas
.Os Meus amigos



Maripossa


:: Onix ::

San
Sentidos Proibidos Mª
Cuidando de Mim
Da Planície
Tina
Coisas de Mulher
Em busca da Felicidade



.posts recentes

. Cansada de ter saudades

. Saudades

. Saudades

. FELIZ DIA DA MÃE

. DE VOLTA? TALVEZ

. PAI SE É POSSIVEL...

. Morreu em HOMEM!!!

. SINA ...(?)

. EM TEMPO DE PÁSCOA E REFL...

. PARABÉNS FILHO

.arquivos

. Maio 2019

. Março 2018

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

Domingo, 22 de Novembro de 2009
A DANIELA FOI VER OS CAVALOS

 

Há dias o Infantário da Daniela foi fazer uma visita de estudo ao 4º Esquadrão de Cavalaria.

Segundo dizem as Educadoras, as crianças adoraram ver as demonstracções com cavalos e cães .

Aliás, elas próprias também. 

Eu acredito porque a primeira vez que vi também gostei muito.

Tudo o que são cavalos e cães as crianças têm uma apetência para gostar embora algumas tenham medo de se aproximar.

Ao contrário do Daniel que, apesar de ser rapaz e mais velho é um bocadinho tímido e medroso, a Daniela não tem medo de coisa nenhuma.

Sempre que há visitas de estudo, o Esquadrão arranja um ou dois cavalos mais mansos e, no final das demonstracções, levam as crianças a dar uma voltinha a cavalo.

Desta vez eram muitos e alguns muito pequenos e não havia a possibilidade de o fazerem. 

Claro que a "doida" da minha princesinha disse logo que não tinha medo e, como é toda atrevida e despachada , lá acabou por ir dar uma volta.

Nesse dia e pela primeira vez , pude ir com a minha norinha buscá-la ao infantário.

Feliz da vida só me dizia:- Vó Adelha, os cavalos são tão "gandes", tão "gandes", "tão gandes"...

 

 

 

 

sinto-me: bem
publicado por rodrigando às 18:36
link do post | comentar | favorito
14 comentários:
De luadoceu a 22 de Novembro de 2009 às 20:09
Sabes que os cavalos são a terapia para algumas crianças?
E estar em cima de um cavalo da lhes força nos musculos e equilibrio
O cavalo e um animal lindooooo
Tem um bom domingo...tudo d bom
De Rosinda a 22 de Novembro de 2009 às 20:27
OLÁ AMIGA ADELIA, EU ADORO CAVALOS! ATÉ FIZ UM POST A DIZER QUE SE FOSSE ANIMAL SERIA O CAVALO LUSITANO... MAS NUNCA ANDEI A CAVALO E NÃO SEI SE TERIA CORAGEM! MAS A DANIELA É DESTEMIDA! CORAJOSA! SAI Á AVÓ...
GOSTEI DA PALAVRA NORINHA... É RARO!
BEIJINHOS
De rodrigando a 22 de Novembro de 2009 às 22:47
Norinha é como falo da minha nora quando a apresento a alguém.
Vita é como lhe chamo porque é o diminutivo do nome dela, Maria Eva.
Sempre a tratei assim e,se Deus quiser, sempre a hei-de tratar já que é uma outra filha que Deus me deu.
Em casa deles sou acarinhada e tratada não como sogra mas como mãe.Aliás,com a minha comadre é a mesma coisa.Ela gosta do meu filho como se dela fosse e o nosso relacionamento é o de duas irmãs. As nossas famílias uniram-se de tal forma que se tornaram numa só.
Há tempos uma colega da Eva,que se dá muito mal com a sogra,admirou-se quando a Eva lhe disse que não me vê como sogra mas como uma amiga e é isso mesmo que somos.
Também com o meu genro é a mesma coisa,não é um genro é mais um filho e, de certa forma, ele também me vê como uma amiga e não como sogra.
São ambos umas joias de pessoas e amam os meus filhos o que para mim é o mais importante,mesmo que não gostassem de mim e isso não acontece.
Também os meus filhos pagam na mesma moeda aos sogros e isso faz-nos, não três famílias, mas uma só. Por isso sinto-me muito feliz. Oxalá o do meio, quando pensar em casar ou em arranjar uma companheira ,tenha a sorte que os irmãos tiveram.
De a 23 de Novembro de 2009 às 15:55
Olá amiga,
Os cavalos são animais fantásticos, inteligentissimos. E há crianças destemidas como é o caso da tua Daniela, ou do meu Ruben. Já o Rafa tem medo de tudo quanto é bicho.
Beijinhos e boa semana
De Gusty a 23 de Novembro de 2009 às 16:49
É sempre uma emoção ver os nossos pequenitos a ser espontaneos e regilas, isso só prova que são amados e não têm complexos.
Eu tb chamava "sogrinha", qd aparesentava .
e nem lhe digo no que deu dp... mas ha pessoas e pessoas
bjs
gusty
De rodrigando a 24 de Novembro de 2009 às 00:07
Tem razão amiga.

Mas quando as pessoas se respeitam mutuamente, quando as sogras não se intrometem na vida do casal, quando uma não quer ocupar o lugar da outra e não há "ciúmite aguda" de parte a parte, pelo contrário, há mais possibilidades de tudo correr bem. E espero que um dia encontre uma "sogra" que considere uma outra amiga.
De Diogo a 23 de Novembro de 2009 às 19:09
Já tive co eles este fim de semana e contaramme que a catraia não teve medo nenhum.
É uma valente.
De rodrigando a 23 de Novembro de 2009 às 23:59
Tem a quem sair, não achas, Diogo?
Está tudo bem convosco?
Um beijinho
De Sindarin a 23 de Novembro de 2009 às 19:39
Olá amiga! Desculpe a miknha ausência tenho andado um pouco ocupada. Quero agradecer mais 2 encomendas k mandarei assim k tiver os livros e tb comentar esta maravilosa ida aos cavalos. Como deve ser bom ter netinhos minha amiga. Tudo de bom para si e para eles hoje e sempre com mto amor. Bjs grandes
De rodrigando a 24 de Novembro de 2009 às 00:16
Claro que é bom ter netinhos, minha Amiga e um dia descobrirá como é bom.
Temos para eles o tempo e a disponibilidade que muitas vezes não tivemos para os filhos.Podemos e devemos ajudar os filhos a educá-los sem esquecermos que eles é que são os pais e que a última palavra é deles,por isso não devem ser desautorizados. E, sem os estragarmos, podemos abusar dos mimos.
Quanto aos livros que já recebi, obrigada pelas dedicatórias, até parece que os conhece.
A mãe do Rodrigo adorou a ideia das bolachinhas para fazerem em conjunto, que também achei muito engraçada.
De Existe um Olhar a 24 de Novembro de 2009 às 02:40
Olá
Enquanto lia este post, lembrei o meu pai, que adorava desenhar cavalos e talvez por isso, um dia resolvi experimentar...acreditas que tive um medo enorme?! A sensação que tive foi que estava muito longe do chão...e se caísse?!
As crianças são muito mais destemidas e neste caso a tua Daniela é arrojada e corajosa.
Beijos
Manu
De rodrigando a 24 de Novembro de 2009 às 03:30
A única vez que estive em cima de um cavalo tive exactamente essa sensação e esse medo, o de estar muito longe do chão.
Os cavalos são enormes embora seja dos animais de que mais gosto.Adoro a sua elegância de movimentos e o seu sentido de liberdade.
O meu filho mais velho, pai da Daniela, herdou o meu gosto e concretizou o seu sonho de cavaleiro. Faz parte do 4º Esquadrão de Cavalaria, o mesmo que a filha visitou mas não faz lá serviço. Está destacado noutro Esquadrão e nesse dia esteve de serviço por isso nem assistiu à visita.
As crianças não têm o sentido do perigo nem do medo como nós temos e muitos dos medos que têm somos nós quem lho incutimos.
Ela em casa sempre ouviu falar de cavalos e as duas avós têm cães.Aliás houve uma altura em que ela nos distinguia pelo nome dos cães, eu era a avó do "puto" e a avó materna era a avó do "bunny".
Também já foi várias vezes ao Palácio de Belém ver o Render da Guarda e aí os cavalos passam mesmo junto às pessoas.
Mas ela é mesmo destemida, até demais para a idade ( 2,5 ) mas, ao mesmo tempo, é muito menina, gosta de vestidos, de aneis, de malas, de pintar as unhas.
De Tina a 24 de Novembro de 2009 às 14:35
Que linguagem tão ternurenta duma avó babada...!
Que coisa linda!
Curioso, pois minha nora gosta de mim, não como sogra, mas como amiga....E eu também adoro minha nora como uma filha...E tb gosto de meus genros!
Mas, adorei ler este post.....Adorei mesmo!
Acho-o mesmo duma pessoa ternurenta, boa vóvó e boa mãe e amiga.
Continua, querida!
Beijinhos e que a vida te sorria sempre...Melhoras e coragem!
De rodrigando a 24 de Novembro de 2009 às 23:53
E é tão bom quando várias famílias se tornam numa só, não é?
Eu gostava que todos se dessem assim.Eu também tive durante muito tempo a minha sogra como uma segunda mãe.Depois,quando me separei do meu marido, as coisas arrefeceram um bocado mas é mesmo assim. Eles não aceitaram bem que fosse eu a separar-me mas o tempo passou e hoje convivemos civilizadamente. Tenho é pena que ela esteja tão doente.

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.favorito

. PAI SE É POSSIVEL...

. SINA ...(?)

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. ILUSÃO

. REVIRAVOLTAS

. HOJE

. TVI - PORQUE A SOLIDARIED...

. ONTEM FIZ

. OFICIALMENTE...

.tags

. todas as tags

.Música
Música
The Prayer - Celine Dion
.subscrever feeds