Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

rodrigando

Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.

rodrigando

Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.

APARÊNCIAS (13)

rodrigando, 18.11.09

 

 Não choro,pronto,não choro,

Quem me dera poder

Mas não consigo.

Eu sou assim ,deste jeito

E a dor que trago no peito

Arde  como sal em ferida

Mas chorar eu não consigo

O que é que hei-de fazer?

 

-Pareces não ter sentimentos...

 

Só porque não choro?

Não sejas tolo!

Aquilo que sinto por dentro

Causa-me um tal sofrimento

Que mil lágrimas choradas

Em nada são comparadas

à dor que trago comigo

Mas chorar...eu não consigo!

 

-Se não chorares por ela

Não vais chorar por ninguém.

Bolas! Era a tua mãe!

 

Não. É a minha mãe!

Que me pariu.

...que partiu...

...que adormeceu...

...que foi para o céu...

...que morreu...

Porque achas que sofro assim?

Ela É a MADRE de mim!

 

-Choras por tudo  por nada...

 

Deixa-me eu paz, eu te imploro.

Respeita o meu sofrimento

Pois é: Chorar eu não choro

Eu sou assim deste jeito

E a dor que trago no peito

Quase me está a matar...

Morro de dor, de tormento

Mas não consigo chorar.

 

 

PS. -Três meses depois, durante a noite, acordei a soluçar. E foi então que iniciei o luto pela minha mãe.

"ALGUÉM"  que sabe, disse que até lá estive em negação. Por isso aconselhou-me  escrever sobre o assunto e este foi um "diálogo de surdos" que tive  (mesmo) com alguém que achava que só quem chora é que tem sentimentos e que eu devia mostrar  "sentimento".

Respeito muito quem consegue chorar de desgosto mas eu "que choro por tudo e por nada" não  consegui chorar quando os meus pais morreram. Ainda menos conseguiria fingir só pelas aparências.

 

 

 Para os meus pais.

 

 

24 comentários

Comentar post