Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.



Contador de visitas
.Os Meus amigos



Maripossa


:: Onix ::

San
Sentidos Proibidos Mª
Cuidando de Mim
Da Planície
Tina
Coisas de Mulher
Em busca da Felicidade



.posts recentes

. Cansada de ter saudades

. Saudades

. Saudades

. FELIZ DIA DA MÃE

. DE VOLTA? TALVEZ

. PAI SE É POSSIVEL...

. Morreu em HOMEM!!!

. SINA ...(?)

. EM TEMPO DE PÁSCOA E REFL...

. PARABÉNS FILHO

.arquivos

. Maio 2019

. Março 2018

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

Quarta-feira, 11 de Novembro de 2009
QUE FIM DE VIDA?

 Há dias em que me sinto particularmente triste e ontem e hoje foram dias assim.

Embora o assunto já não me diga particularmente respeito, a verdade é que me entristece.

A minha ex-sogra está gravemente doente e há dias caiu, quando se dirigia para a casa de banho. Como se trata de uma pessoa relativamente forte e idosa e o marido já não tinha força para a levantar do chão,  teve de pedir ajuda a um vizinho para a levantar.

E isto aconteceu já três vezes, deixando-a de tal forma magoada que a partir daí recusa-se a levantar-se para ir à casa de banho.

Felizmente que no ultimo fim de semana os filhos e o meu filho mais velho foram visitá-la e, ao saberem da situação, viram que a única forma de a resolver era com fraldas.

Então levantou-se outro problema: Pôr-lha.

No meio de muita vergonha por parte da senhora e de pouco àvontade por parte dos filhos e do neto lá conseguiram.

E agora? Cada um tem a sua vida e o seu trabalho não podem vir mudá-la sempre que ela precisa. O marido já não tem condições físicas para o fazer.

Valeu-lhes o facto de, depois de saber o que se passava eu me ter lembrado de ir com o meu filho ao Lar da Igreja, que tem apoio domiciliário e que com  boa vontade,  disponibilizaram duas funcionárias que vão lá a casa duas vezes por dia lavá-la e mudá-la.

Mas a última muda é às 16,30 porque o serviço acaba às 17.

E depois tem que se manter com a mesma fralda até ao dia seguinte!

Aos fins de semana terá que ser a família a fazê-lo mas os filhos moram longe.

Eu gostava de ajudar mas fisicamente também me encontro debilitada e aos fins de semana com o tratamento que tenho que fazer não tenho mesmo condições. Também não quero aborrecimentos com a companheira do meu ex-marido mas isso era o que menos me preocupava se pudesse ajudar.

Com a doença que ela tem não terá muito mais tempo  porque o cancro já passou dos intestinos para o figado e sei que se ela tiver que ir para um Lar isso vai apressar-lhe a partida.

Por isso já mais do que uma vez dei comigo a pensar que fim de vida é este?

Perde-se tudo!. A nossa intimidade tem que ser devassada por pessoas desconhecidas que, por muito correctas e educadas que sejam, por muito que tentem e até consigam, atenuar o mal estar e o sofrimento ,é sempre uma devassa de nós.

Perdemos o nosso lar e o contacto com tudo aquilo de que nos rodeámos e amámos durante a vida se tivermos que ir para um Lar.

De que lhe valeu uma vida de trabalho e de privações, pensando numa velhice estável se agora não a pode usufuir? 

É a minha ex-sogra. Legalmente já nada nos liga mas é a avó dos meus filhos. Custa-me sabê-la a sofrer,  custa-me o sofrimento dos meus filhos e, até, custa-me ver o sofrimento do meu ex-marido. Há muitos anos que perdi a minha mãe e sei bem avaliar o que eles estão a passar.

Bolas! Para se morrer não devia ser preciso sofrer tanto!

 

sinto-me:
tags: , ,
publicado por rodrigando às 01:03
link do post | comentar | favorito
15 comentários:
De blogear a 11 de Novembro de 2009 às 05:01
Ola Linda

Para te ser franca ja tinha percebido que nao estavas bem, simplesmente por causa do silencio.

Sei tao bem o que dizes, porque apesar de ter muito os apoios dos filhos, os meus avós chegaram a esse ponto, e lembro-me tao bem do meu avo, já nos seus ultimos dias de vida, pegar na minha mao, e comparar a minha e a dele, e perguntar-me: lutei e trabalhei tanto na vida para que? E uma lágrima correu-lhe do olho..

Marcou-me e jamais me esquecerei, mas sabes que mais serviu-me para dar menos valor aos bens materiais e para viver mais intensamente o dia a dia.

Sei que é triste, mas minha Querida, compreendo-te perfeitamente, e imagino que doi muito, mas neste momento, olha por ti, e trata da tua saude, neste caso, tens que passar as responsabilidades para os filhos.

Sei que é duro, mas...... de certeza que os teus filhos querem-te cá por muitos anos, e pode parecer uma maneira fria de ver as coisas, mas diria que é a realidade.

Uma beijoca muito grande e um abraco muito positivo aquele deste lado do mundo

Beijocas grandes
De rodrigando a 12 de Novembro de 2009 às 13:08
Obrigada pelas tuas palavras amiga.
Sabes que o meu filho mais velho fez questão de frisar bem ao pai e ao avô que tinha sido eu a andar com ele a dar as voltas necessárias para conseguirmos o apoio,apesar de saber que eu não ia gostar que ele o fizesse.
Os meus sogros não aceitaram bem a minha separação ,sobretudo porque fui eu a deixar o filho. Com o passar dos anos as mágoas foram-se atenuando e,apesar de não nos visitarmos, sempre que nos encontramos cumprimentamo-nos.
Depois com o casamento dos meus filhos e o nascimento dos meus netos encontrámo-nos sempre e a minha família continua a dar-se com eles como quando éramos todos uma só família.E eles não esperavam que isso acontecesse.
Portanto os laços não se quebraram.
Agora também não esperavam que eu ajudasse a encontrar uma solução. Mas se eu podia e sabia como fazê-lo, quem seria eu se me negasse a ajudar? Sobretudo sabendo o sacrificio e o sofrimento que toda esta situação estava a trazer-lhes.
Acredita, não o fiz por ser boa ou para sê-lo. Fi-lo da mesma forma que o faria para qualquer outra
pessoa.
Só continuo a pensar que para morrer não era preciso tanto sofrimento.

De a 11 de Novembro de 2009 às 09:44
Olá. Infelizmente essa é a nossa realidade. Trabalha-se uma vida inteira e na altura de "colher" o que se "plantou", encontramos a frieza, a solidão e o abandono. A tua ex-sogra ainda tem a felicidade de ter a familia que se preocupa em dar-lhe o melhor que pode, muito embora esse melhor não seja o suficiente para ela. Mas, muitos há, em condições muito piores, acredita.
E tu, nada mais podes fazer a não ser ser um pouco egoísta e tratar de ti.
Beijinhos
De rodrigando a 12 de Novembro de 2009 às 12:53
Apesar de tudo doi sabê-la assim. Foram muitos anos de convivio,com altos e baixos.
Ela não aceitou bem que me separasse do filho apesar de saber tudo o que ele nos fazia sofrer mas,na ideia dela, as mulheres tinham que aguentar e calar. Mas ela tinha e tem um marido que se gabava de nunca ter traído a mulher e nós sabemos que é verdade.Que nunca lhe maltratou os filhos e que nunca gastou fora o que fazia falta em casa.Portanto não sabia dar o valor.
De qualquer forma isto não é de forma nenhuma maneira de acabar a vida.
Obrigada pelo teu apoio.Um beijinho
De Sindarin a 11 de Novembro de 2009 às 09:58
Olá minha amiga! É muito triste ver uma vida degradar-se e ao que chega o ser humano quando no fim da sua vida é quando devia ter mais dignidade e um pouco de sossego para apreciar os anos k restam. Terá de ter muita força minha amiga e o seu ex-marido ainda mais. São situações difceis e traumatizantes. Deixo-te um imenso beijinho.
De rodrigando a 12 de Novembro de 2009 às 12:47
Um grande obrigada Amiga
De Sindarin a 11 de Novembro de 2009 às 10:00
Minha amiga. Se a puder "alegrar" fazendo-lhe o blog novo ficarei muito feliz mas para isso preciso k me envie por mail a sua password e forma como entra com o mail nos blogs do sapo e me diga além do simples do k gosta. E claro k confie em mim, porque pode confiar mesmo. Já fiz mais e acho k não houve problema e depois pode sempre mudar a password quando estiver feito. Beijinhos.
De luadoceu a 11 de Novembro de 2009 às 11:26
Pois, mas infelizmente o que temos de cert na vida, e o falecimento, para nao dizer a outra palavra mais forte
Sim, nao precisavamos sofrer tanto par ter um lugar no Ceu e construimos uma vida de alegrias e as vezes nao, para de um momento uma doença nos privar de tudo...doi...acredito que doa
So posso dar te um beijinho cheio de amizade nem que seja virtual.....e uma tentativa de boa semana
De rodrigando a 12 de Novembro de 2009 às 12:45
Mas para morrer não devia ser preciso sofrer tanto.Sobretudo não devia ser preciso perdermos a dignidade e expormos a nossa intimidade.
Eu sempre fui uma pessoa muito aberta com os meus filhos mas, se me acontecesse uma coisa identica, sei que não me sentiria à vontade, quanto mais agora com estranhos.
Um abraço amiga e um beijinho para a tua menina.
De cuidandodemim a 11 de Novembro de 2009 às 11:57
É muito triste mesmo. Deparo-me com muitos casos semelhantes no hospital, muitos deles sem sequer ter filhos que os ajudem, alguns têm de ir directamente para um lar porque não têm ninguém que fique a cuidar deles. Esta Sr.ª que fala, apesar de ter filhos e netos, estes não têm possibilidade de ficar a cuidar dela... Ficar incapacitada e perder a sua independência é algo muito difícil de assimilar para uma pessoa e muito marcante. Se não houver um bom suporte familiar por trás, a pessoa em causa acaba por sofrer bastante...
Espero que tudo se resolva pelo melhor.
Bjns
De rodrigando a 12 de Novembro de 2009 às 12:37
Olá Amiga.
Muito já ela sofreu e vai ainda sofrer porque o cancro já passou dos intestinos para o figado e vai ser apenas uma questão de tempo.Depois tem 75 anos e cento e tal quilos...apesar de estar a emagrecer muito.
TUDO ISTO É MUITO DOLOROSO.
Por agora está parcialmente sanado.
E nem sequer é uma questão de falta de dinheiro! Nem quero pensar o que vai acontecer se tiverem que a pôr num Lar! Mas penso que mais tarde ou mais cedo é o que lhe irá acontecer.
Confiemos em Deus que é só o que nos resta.
Mas sabes, é tão dificil conseguir este apoio domiciliário, há pessoas que estão meses à espera e Deus permitiu que desta vez houvessem vagas.
Um beijinho grande
De Rosinda a 11 de Novembro de 2009 às 15:24
Minha querida amiga, lamentávelmente o fim é normalmente muito triste...
E a minha amiga bondosa como é sofre por si e pelos outros...
Gosto muito de ti Adélia...
Beijinho e abraço apertadinho
De rodrigando a 12 de Novembro de 2009 às 12:41
Minha querida
Não sei se isto é bondade se é também um bocadinho de egoismo. O sofrimento da minha ex-sogra faz sofrer muito os meus filhos,sobretudo o mais velho,que também foi sempre especial para os avós.
E se eu puder ajudar a minimizar o sofrimento deles...
Um grande beijinho.
De Gusty a 12 de Novembro de 2009 às 08:15
ISSO SÓ DEMONSTRA A O QUANTO É HUMANA E ESPECIAL.
É REALMENTE ABORRECIDO CHEGARMOS A UMA ALTURA NA VIDA E ISTO ACONTECER,
EU JA TOMEI CONTA DE UMA SRA À NOITE, NEM SEQUER FOI PELO DINHEIRO PQ SÓ GANHAVA 2 € À HORA.
MAS VI A DEGRADAÇÃO HUMANA E ISTO FEZ COM QUE NUNCA MAIS TOMASSE CONTA DE ALGUEM.
APEGUEI-ME MT A ELA E SOFRI MT QD ELA FALECEU.
NESTE SEU CONTEXTO EU AUMENTARIA ESTA OBSERVAÇÃO, PARA QUÊ TER FILHOS, JÁ AGORA?
SE NÃO SE PODE CONTAR COM ELES NA VELHICE?
OU PROPORCIONAR MEIOS PARA QUE NÃO FIQUEM ABANDONADOS?
ESPERO QUE FIQUE BEM
BJS NESSE SEU LINDO CORAÇÃO.
GUSTY
De rodrigando a 12 de Novembro de 2009 às 12:27
Gusty
Ela pode contar com os filhos,pelo menos com o meu ex-marido e com os netos. Mas todos trabalham e moram longe e ela precisa de cuidados quase constantes,como sabe, até para a virar na cama.
Felizmente pudemos ajudar a solucionar uma parte e já tem apoio domiciliário duas vezes por dia.Quanto aos fins de semana vão ter que revezar-se por agora,depois vão tentar arranjar quem faça também esse apoio.
Mas é tão triste chegar-se a este estado de saúde e a esta dependência. Eu nem quero imaginar a vergonha que ela passou a ter que ficar despida à frente dos filhos e neto e agora de pessoas estranhas.
Ela,que era uma senhora toda cuidadosa nesse aspecto.

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.favorito

. PAI SE É POSSIVEL...

. SINA ...(?)

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. ILUSÃO

. REVIRAVOLTAS

. HOJE

. TVI - PORQUE A SOLIDARIED...

. ONTEM FIZ

. OFICIALMENTE...

.tags

. todas as tags

.Música
Música
The Prayer - Celine Dion
.subscrever feeds