Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.



Contador de visitas
.Os Meus amigos



Maripossa


:: Onix ::

San
Sentidos Proibidos Mª
Cuidando de Mim
Da Planície
Tina
Coisas de Mulher
Em busca da Felicidade



.posts recentes

. Cansada de ter saudades

. Saudades

. Saudades

. FELIZ DIA DA MÃE

. DE VOLTA? TALVEZ

. PAI SE É POSSIVEL...

. Morreu em HOMEM!!!

. SINA ...(?)

. EM TEMPO DE PÁSCOA E REFL...

. PARABÉNS FILHO

.arquivos

. Maio 2019

. Março 2018

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

Sábado, 10 de Outubro de 2009
CONFIDÊNCIAS

 EGOISTA =  Pessoa que quer ter tudo.

 

Não pareço ,não quero ser mas a verdade é que me dei conta que o sou.

 Desde que me vi livre de um certo problema que durou quase vinte anos, que me habituei a ser dona e senhora de mim ,do meu tempo,da minha casa, do meu pouco dinheiro, da minha muita vontade e do meu nariz que, apesar de não ser  nada pequenino, não costuma meter-se aonde não é chamado. 

Habituei-me a ir para onde quero e posso, sem ter que dar contas a ninguém. Levanto-me  e deito-me quando me apetece.

Tenho um emprego que, sem ser o que eu sonhava, me é gratificante.

Tenho uma casa que, embora velha e pequenina é minha, pelo menos enquanto eu pagar os 4 euros de renda mensal.

 Tenho amigos, filhos e netos maravilhosos que me completam como pessoa.

Ainda não tenho mas sei que vou recuperar a saúde e o resto são as coisas próprias de idade.

 Sei que se muitas pessoas tivessem tudo isto sentir-se-iam felicíssimas mas eu não me sinto.

De vez em quando sinto que me falta algo que é muito importante na vida de todas as pessoas. É que eu, apesar da minha idade, apesar de tudo o que tenho, sinto-me só..

Os filhos  falam muitas vezes  em eu reconstituir a minha vida. Sei que me apoiariam se o fizesse.

A brincar digo-lhes que não tenho com quem. Respondem-me que não vejo porque não ando à procura. Talvez seja verdade mas também é verdade  que tenho medo de voltar a acreditar, de voltar a confiar, de voltar a sofrer e também não quero abdicar da independência que tenho.

Não quero voltar a viver nada do que já vivi mas gostava de sentir o coração a bater mais depressa por alguém, gostava de sentir uma mão que apertasse a minha com carinho, gostava de poder compartilhar o resto da minha vida com alguém a quem amasse  e me amasse, nem que fosse só um bocadinho.

É que estou cansada de ter o coração vazio.

 

                                                                                                           

sinto-me: Só e egoista
publicado por rodrigando às 01:29
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
Segunda-feira, 5 de Outubro de 2009
DIA DE CHUVA, DIA DE TAREIA

 Era assim, no meu tempo de criança.

 Morava em Abrantes, mesmo em frente ao jardim. Só havia uma rua, onde passavam os poucos carros da época (porque os outros três lados eram fechados por casa e muros) e nesse tempo podíamos brincar sozinhos, sem corrermos qualquer perigo. Quase todas as crianças da cidade se reuniam ali e faziam-se corridas, subíamos às árvores (no tempo das ameixas hummm!), saltávamos à corda, brincávamos ao jogo do aeroplano, da macaca, do lenço,e tantos outros.

Televisão só nos cafés, ao doming ,para vermos o Passatempo Infantil, a troco 1$00 de amendoins.

Em casa havia, quando havia, poucos brinquedos. Por isso acabávamos por nos cansar de inventar o  que fazer e, quando estava a chover e não podiamos brincar na rua,  quase sempre havia desentendimentos entre  os irmãos que acabavam invariavelmente por duas ou três palmadas a cada um.

Sim, porque a minha mãe tinha a mão pesada e quando distribuia era por todos.

Hoje esteve a chover. Já não tenho crianças em casa e os meus netos têm 

bastantes brinquedos mas, a verdade, é que em dia de chuva as crianças continuam  a ficar  mais irrequietas.

 Agora há é menos palmadas.

 

PS - Estou a escrever e a ver na televisão a Festa que houve em Belém (enquanto não

choveu) e que até deu direito a discurso do Sr.Presidente, o que não é habitual. E não,não vi

o meu filho. Ou se calhar vi mas com aquele capacete de crinas...

Felizmente não havia vento.

 

                                                        

sinto-me: Muito Portuguesa
publicado por rodrigando às 19:31
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
Domingo, 4 de Outubro de 2009
VIDA DE FAMILIA -2

 Desculpem-me continuar mas também se tem que dizer as coisas boas de que usufruem os que podem.

Vou bastantes vezes a Belém (aos pasteis de Belém e de cerveja que,  embora diferentes ,não lhe ficam atrás),( - quem me paga a publicidade?) e ,habitualmente, vou até ao jardim que não sei como se chama mas que fica entre o da Praça do Império, em frente ao palácio e entre o que fica à frente do Mosteiro dos Jerónimos.

Aos sábados e domingos à tarde não se consegue arranjar um banco para nos sentarmos mas o chão é relvado e ,se levarmos uma echarpe velha, podemos perfeitamente sentarmo-nos lá.

É uma alegria ver as crianças a correr por tudo quanto é sitio, a jogar à bola, de bicicleta, de trotinete, no parque infantil que é pequeno para tanta criançada ,ACOMPANHADOS PELOS PAIS. Claro estes, felizmente, não trabalham ao domingo! 

Costuma haver animações de rua, pinturas infantis , barraquinhas de venda de farturas e outras coisas que permitem usufruir daquele espaço, respirar ar puro e passar uma boa tarde em família. Há sempre por lá imensos grupos de jovens!

Ultimamente também é um ponto de encontro de emigrantes sobretudo, penso eu, romenos.

Claro está que há imensos outros lugares onde se pode usufruir destes mimos, em família.

Amanhã é dia 5 de Outubro. É feriado, para alguns!

Que tal ir de manhã ver o render da Guarda do Palácio às 10,30, visitar o Palácio e o Museu da Presidência que estão abertos ao público?

Depois pode fazer um picnic no tal jardim, tem árvores e sombras com fartura, e passar o resto do dia por lá.?

Só tem vantagens! Ver algo que se calhar nunca viu ,o render da guarda e o Palácio,e passar um dia ao ar livre, com a família , aproveitando  o resto do verão e não gastar nada, que a vida não está para gastos.

É claro que este programa tem um senão: SÓ PODE USUFRUI-LO QUEM NÃO TRABALHAR NOS FERIADOS.

Apesar de tudo desejo-vos um optimo 5 de Outubro.

 

 

sinto-me: Não vou aos Hiper nem aos CC
publicado por rodrigando às 16:51
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
Sábado, 3 de Outubro de 2009
QUE VIDA DE FAMILIA ?

 Quando eu tinha pouco mais de vinte anos trabalhava numa loja, na parte do escritório. Em relação aos outros funcionários era uma previlegiada porque tinha horário reduzido em 1 hora. 

O pior eram os sábados porque saíamos às 7 horas da tarde. Tinhamos a chamada semana inglesa (encerramento às 13) durante os meses de Verão.

Até na véspera de Natal eu  tinha o previlégio de sair às 7 enquanto os restantes colegas saiam às 9 horas da noite.

Claro que nestas condições a ceia de Natal teria que ser mesmo à meia-noite. Mas as mulheres, cansadas de um dia de trabalho, que ainda por cima era anormalmente trabalhoso, que vontade e coragem teriam para fazer uma Noite de Natal festiva?

Muito lutámos na altura com manifestações e bastonadas da Polícia à mistura, para conseguirmos alterar os horários de trabalho!

Conseguimos a semana inglesa todo o ano. Conseguimos que na véspera de Natal as lojas fechassem à mesma hora dos outros dias.O Domingo era incontestavelmente dia de descanso.

Eu, como  entretanto tinha mudado de trabalho, até já nem trabalhava na véspera de Natal. 

Passados tantos anos constato que ainda estamos pior do que estávamos.

Os trabalhadores das grandes superficies trabalham sábados,domingos e feriados e,  na vespera de Natal, novamente até às 9 horas da noite.

Há mesmo uma cadeia de lojas que no Domingo de Páscoa fecha da 1 às 3 da tarde para que os funcionários possam ir almoçar com a família! Estão novamente a GOZAR com o pessoal!

Há mães  e pais que só vêem os filhos acordados nos dias de folga deles,que não são os das crianças. Nesses dias os filhos  têem escola. Se não houver por trás destas familias avós ou outros parentes que tomem conta das crianças é preciso pagar a amas para o fazer e Deus sabe que algumas nem sequer são bem tratadas, além de ser mais um rombo no orçamento.

Atrás das grandes superfícies os pequenos comerciantes seguiram-lhes o exemplo.

Actualmente temos famílias em que os pais vêem os filhos quase sempre quando eles estão a dormir e vice-versa.

Pergunto-me: Que vida de família é esta? 

Podemos protestar que há crianças irrequietas,mal educadas,que não trazem educação de casa etc.etc.etc. mas quando vamos aos centros comerciais, aos fins de semana, jantar ou passear com os nossos filhos, alguma vez parámos para pensar que as mulheres e os homens que nos atendem não podem fazer o mesmo com os deles?

Claro que não! Isso far-nos-ia sentir tão mal que nos estragaria o passeio!

Afinal em que é que a nossa familia é diferente da deles?

Todos precisamos de trabalhar.Todos precisamos de ganhar. Todos podíamos parar um bocadinho para pensar: Que vida de família fazemos nós?

 

                                                                                                                     

 

                                                                                                                      

 

sinto-me: Pensativa
publicado por rodrigando às 03:55
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
Quinta-feira, 1 de Outubro de 2009
FILHOS ( 9)

 Os  filhos que Deus me deu

 São um pedaço do céu

 Caido no meu regaço

 Por muito que Lhe agradeça          

 Pouco faço que mereça

 Um só beijo ou um abraço.

 

O Jorge, filho primeiro

Tão sincero e verdadeiro

Que me ensinou a ser mãe,

Tão sedento de carinho

Tem do céu um bocadinho

Porque  já é Pai também.

 

O Bruno, irreverente

"Desligado"mas que mente

Fingindo estar tudo bem

Ficou no meio e balança

Como quando era criança,

Não sabe o valor que tem.

 

A Ana, muito mimada

Irrequieta, amuada

Quando não faz o que quer,

Cedo teve que aprender

Que dá muito que fazer

Ser mãe, esposa e mulher.

 

 

Os filhos que Deus me deu

São um pedaço do Céu

E uma benção também.

Oro por eles noite e dia

Pois são a minha alegria

E o meu orgulho de Mãe.

 

Meu Deus

Se eu pudesse escolher,

Outros não queria ter!

São três seres maravilhosos

De que me sinto orgulhosa

De ser deles Amiga e Mãe.

 

                                                               

                                                                    

sinto-me: Mãe babada
tags: ,
publicado por rodrigando às 01:11
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.favorito

. PAI SE É POSSIVEL...

. SINA ...(?)

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. ILUSÃO

. REVIRAVOLTAS

. HOJE

. TVI - PORQUE A SOLIDARIED...

. ONTEM FIZ

. OFICIALMENTE...

.tags

. todas as tags

.Música
Música
The Prayer - Celine Dion
.subscrever feeds