Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.



Contador de visitas
.Os Meus amigos



Maripossa


:: Onix ::

San
Sentidos Proibidos Mª
Cuidando de Mim
Da Planície
Tina
Coisas de Mulher
Em busca da Felicidade



.posts recentes

. Cansada de ter saudades

. Saudades

. Saudades

. FELIZ DIA DA MÃE

. DE VOLTA? TALVEZ

. PAI SE É POSSIVEL...

. Morreu em HOMEM!!!

. SINA ...(?)

. EM TEMPO DE PÁSCOA E REFL...

. PARABÉNS FILHO

.arquivos

. Maio 2019

. Março 2018

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

Segunda-feira, 21 de Setembro de 2009
FADAS (7)

 Meninas de asas douradas

Que me trazem à lembrança

Tantas loucuras passadas

De quando eu era criança.

Conseguia acreditar,

-Que grande imaginação -

Que poderia voar.

Quantas noites, sonhos meus,

Na minha cama acordada

Eu pude elevar-me aos céus

E "voar, voar, voar"...

Por fim ,quando adormecia,

De tanto "voar"cansada

Era já de madrugada

E dos "vôos", só eu sabia.

.

 

sinto-me: a sonhar
publicado por rodrigando às 00:45
link do post | comentar | favorito
12 comentários:
De diogo a 21 de Setembro de 2009 às 01:10
Que bonita poesia.Bjins.
De rodrigando a 21 de Setembro de 2009 às 02:17
Obrigada Diogo.
Este fim de semana estive em casa do Jorge e da Evita. Fiquei surpreendida com o Gonçalo, está lindo, nem parece um bebé só de mês e meio. Recebi a foto da Daniela, cheia de chocolate. Obrigada.
Também recebi os teus trabalhos mt.obrigada.Um beijinho.
De Li@ a 21 de Setembro de 2009 às 11:06
Quem já não sonhou...Ainda mais com um mundo mágico, de fantasia, em que os sonhos são reais.
Parabens por sonhares e pelo lindo poema.
Desejo te uma semana colorida

De rodrigando a 22 de Setembro de 2009 às 00:27
Sabes que às vezes me assusto?
Agora é mesmo a dormir que tenho um sonho em que sou ainda menina e vou a voar sobre os campos.Encontro uma quinta aonde há pessoas na eira e eu,para não as assustar,desvio-me e vou pousar do outro lado da casa.
Este sonho é repetitivo e tenho consciência de que se me virem a voar vão ficar assustadas.
Não sei explicar nem a repetição do sonho,nem a consciência (sub consciência ou inconsciente)?
De certa forma escrever este poema como que serviu para exorcisar os fantasmas.
Uma optima semana tb para ti
De tresgues a 21 de Setembro de 2009 às 14:14
Eu também sonhava em "pecanina" e era tão real que julgava que era a sério:
http://tresgues.blogs.sapo.pt/18240.html (post de 09/07/2008)
Enfim...
Boa semana!
De rodrigando a 22 de Setembro de 2009 às 00:47
Lindo!
Ainda bem que publiquei o poema.Assim tive oportunidade de saber da sua experiência.
Claro que o tema do poema acontecia tb comigo acordada mas tenho repetidamente um sonho em que voava mesmo sobre o campo e tinha consciência de que se alguém me visse ficaria assustada.
Há memórias que ficam guardadas,no caso da sua,no subconsciente.
No meu caso já me propuseram uma sessão de hipnotismo tb para descobrir donde vem a minha fobia a espaços fechados, a locais onde não sei onde ficam as saídas,a tuneis,a grutas etc.Costumo dizer, a brincar, que no terramoto de 1755 devo ter ficado soterrada e daí estas fobias.
Mas a verdade é que não tenho vontade nenhuma de me expor a uma sessão dessas.
Nunca viajei de avião e o único medo que tenho em relação aos aviões é de me faltar o ar, nunca pensei na hipotese dele cair.
De Gusty a 21 de Setembro de 2009 às 20:48
Ola Adelia.
Que poema tão feliz!
Como é bom voltarmos atráz no tempo e lembrar-mo-nos da nossa infância, de como fomos felizes, mesmo na nossa pobreza, onde nem sequer brinquedos houveram. Mas fomos felizes, pq brincavamos em grupo partilhavamos o que tinhamos. E inventar brincadeiras? Fomos todos uns peritos.
De como foi bem sonhar, de sonhar que um dia teriamos, isto, ou aquilo para brincar. Mas agora vendo tds os miúdos de agora, pobrezinhos, nem brincar sabem! E não lhes falta nada, nadinha...
E eu penso; - serão estas crianças mais felizes do que nós fomos? Penso que não.....
Irei enviar por email a minha situação clinica.
Bjs, como ja sabe no seu .
Gusty
De rodrigando a 22 de Setembro de 2009 às 01:08
Não Gusty,não são.Vejo-o pelo meu neto mais velho a quem os outros avós cobrem de brinquedos.Não só não sabe dar-lhes valor como,por ter tantos ,não os sabe explorar.
Longe vão os tempos do jogo do aeroplano ,da macaca, do lenço, do pião, dos carrinhos de rolamentos(tb brinquei com eles, claro, não tivesse eu sido Maria rapaz).
Eu tinha sorte porque a minha mãe fazia-me bonecas com os restos das meias do meu pai e bolas para os meus irmãos.Alguns meninos nem isso tinham.
Mas, no meio de tanta pobreza e de algumas dificuldades bem sérias que passámos, eu e os meus irmãos tinhamos a sorte de ter um pai muito culto que nos contava histórias, que nos ensinava a conhecer as constelações,que no verão se sentava à porta de casa (nessa altura morávamos em Abrantes) e brincava connosco às prendas.
Nesse tempo podiamos brincar na rua sózinhos.Havia poucos carros,televisão só nos cafés, e a vizinhança tomava conta de todas as crianças.
Desse tempo só tenho recordações boas.A única pena que tenho é de não ter podido estudar.E tive a oportunidade.Faltou apenas que alguém que tinha influência sobre os meus pais não me tivesse impedido. Mas já passou.Não cheguei aonde podia mas cheguei bem mais longe do que essa pessoa queria.
De Rosinda a 22 de Setembro de 2009 às 15:25
PEÇO DESCULPA POR ENTRAR, MAS CHAMOU-ME A ATENÇÃO O CONSELHO QUE DEICHOU NO BLOG AMIGO (CUIDA DE MIM ) RESOLVI VER O BLOG DE QUEM DAVA TÃO SÁBIOS CONSELHOS, PARABENS,
SE NÃO SE IMPORTAR VOU CONTINUAR A VISITÁ-LA!
CORDIALMENTE,
onix
De rodrigando a 23 de Setembro de 2009 às 00:07
Olá Onix
Podes entrar sempre que quiseres porque a minha porta está sempre aberta.
Quanto aos conselhos,não sei se são sábios ou não,mas são fruto da experiência de muitos anos de vida , muitos problemas ultrapassados e muita alegria e vontade de viver.
Sabes,tenho sobrinhos entre os 20 e os 48 anos e dou-
me lindamente com eles.De certa forma é como se fosse
com eles que estivesse a conversar.Um abraço.Volta quando quiseres.Adelia
De Rosinda a 23 de Setembro de 2009 às 11:03
Gostei que me respondesse... engraçado! Tenho uma sobrinha que se chama Adélia!
Tem razão a vida é uma grande escola...
Beijinho
onix
De luadoceu a 22 de Setembro de 2009 às 21:22
é triste perdermos a inocência

acho que deviamos sempre tê-la.mas a sociedade e algumas pessoas fazem questão de estragá-la

mas é bonito ter uma criança dentro de nós

beijinhos para ti e os teus

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.favorito

. PAI SE É POSSIVEL...

. SINA ...(?)

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. ILUSÃO

. REVIRAVOLTAS

. HOJE

. TVI - PORQUE A SOLIDARIED...

. ONTEM FIZ

. OFICIALMENTE...

.tags

. todas as tags

.Música
Música
The Prayer - Celine Dion
.subscrever feeds