Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.



Contador de visitas
.Contador

contador

SELO À AMIZADE

.Os Meus amigos



Maripossa


:: Onix ::

San
Sentidos Proibidos Mª
Cuidando de Mim
Da Planície
Tina
Coisas de Mulher
Em busca da Felicidade



.posts recentes

. HÁ 31 ANOS FOI ASSIM

. TUDO SERIA DIFERENTE

.arquivos

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

Quarta-feira, 14 de Outubro de 2009
HÁ 31 ANOS FOI ASSIM

  

Meio dia e meia hora.

A noiva saiu de casa pelo braço do padrinho.

Á porta da Igreja, impaciente,esperava o noivo. O casório estava marcado para o meio dia mas o padre tinha mandado recado a pedir para o atrasar  para poder acabar as inscrições da Catequese.

A sogra e alguns amigos já tinham ido espreitar a noiva, coisa que o noivo não podia fazer.

Á porta da Igreja esperavam Amigos (muitos) convidados (poucos, o dinheiro para o copo de água era escasso) e bastantes curiosos.

Um casamento desperta sempre a curiosidade numa povoação pequena...

Quando não há Igreja Paroquial e é num salão que são feitas as celebrações religiosas... Quando alguém resolve  casar-se lá em vez de preferir a pompa de uma Igreja...

Quando a noiva é catequista, orientadora do Grupo de Jovens, membro da Comissão de Moradores e outras coisas mais...estão a ver.

Entrada no salão-igreja ao som da Avé Maria, cantada por uma voz fabulosa.

A igreja cheia de rosas, compradas pelas amigas do coro que a enfeitaram. 

 Missa cantada, leituras feitas pelos noivos, celebração do casamento, promessas de amor eterno ditas com o coração e com absoluta convicção...

Lágrimas, sorrisos, beijos, abraços e chuva para abençoar.

Copo de água, bem servido,  com fartura (penso que não deu lucro).

Final do dia, saída para a lua de mel, pobrezinha, em Corroios, qual Madeira, qual carapuça.

Oito dias  a três, porque o filho mais velho já vinha a caminho, maravilhosos, pois claro.

 

31 anos depois...

Cada um para seu lado.

 Três filhos, três netos, mágoas e marcas que nem o tempo apaga. Muitos anos em que só um lutou por conservar  e consertar o que já não tinha conserto.

Estou - estamos - melhor assim.

Hoje é apenas dia para recordar o que poderia ter sido uma vida de sonho e não o foi para nenhum. Não procuro culpados, nem desculpas. Quando o casamento acaba não é nunca por culpa de um só. O outro também tem a culpa nem que seja por se ter deixado apagar e anular, por ter fechado os olhos para não ver o que todos viam, por ter ficado à espera que o tempo resolvesse o que já não tinha solução.

Hoje é apenas o  dia para recordar um dia em que ambos fomos felizes.

 Hoje é o dia  em que há 31 anos me casei. Só isso!

sinto-me: bem comigo
publicado por rodrigando às 01:41
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Domingo, 16 de Agosto de 2009
TUDO SERIA DIFERENTE

 

        Eu e a minha amiga e vizinha Rosa estamos de férias.

        Férias que seriam muito chatas por diversas razões se ambas não tivessemos decidido dar a volta por cima.

        Daí o nosso recente passeio a Lisboa,a caminhada que passámos a fazer depois do jantar e o propósito de visitarmos locais  que ambas gostamos e de que temos andado arredadas.  

         Conhecemo-nos há pelo menos 22 anos.Os nossos filhos mais novos são da mesma idade,andaram juntos desde o infantário e continuam grandes amigos. Por isso temo-nos acompanhado uma à outra bos bons e nos maus momentos.

         Ultimamente os maus momentos têm-lhe batido à porta com toda a força.Desde a recente e abrupta separação até ao facto de ser portadora de lupus,muitas coisas más

  tem tido.

          O nosso "passeio de manutenção" tem cerca de 5 Km e, como o fazemos devagar,

temos  imenso tempo para conversar.

           Hoje deu-nos para falarmos sobre as respectivas separações .

            Para mim já não é doloroso falar disto.Passaram tantos anos que as mágoas se desvaneceram Por isso consigo falar objectivamente dum mau casamento (para ambos) percebi que não me arrependo de nada mas,se pudesse voltar atrás ,muita coisa mudaria e talvez o resultado fosse diferente.

             Não sei se seria melhor mas que evitava muita dor,evitava.

                  

 

     

sinto-me: pensativa
publicado por rodrigando às 02:49
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.favorito

. PAI SE É POSSIVEL...

. SINA ...(?)

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. ILUSÃO

. REVIRAVOLTAS

. HOJE

. TVI - PORQUE A SOLIDARIED...

. ONTEM FIZ

. OFICIALMENTE...

.tags

. todas as tags

.Música
Música
The Prayer - Celine Dion
.subscrever feeds