Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.



Contador de visitas
.Contador

contador

SELO À AMIZADE

.Os Meus amigos



Maripossa


:: Onix ::

San
Sentidos Proibidos Mª
Cuidando de Mim
Da Planície
Tina
Coisas de Mulher
Em busca da Felicidade



.posts recentes

. CARTA PARA A MINHA MÃE

.arquivos

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

Sábado, 30 de Abril de 2011
CARTA PARA A MINHA MÃE




MÃE

Há 16 anos que ficámos sem si.

Não sei explicar a sensação de abandono que senti nem porque é que este sentimento ainda hoje se mantém.

Ser orfã, sentir-me orfã eu, que tinha quase 48 anos, parece um sentimento ridiculo mas foi exactamente isso que senti.

Lembro-me que o seu ar tranquilo e adormecido me deu a certeza de que tinha partido em paz e isso foi muito importante para mim.

Durante muito tempo, sempre que abria uma gaveta e ela não estava devidamente arrumada pensava:ai se a minha mãe visse isto!

Com o passar do tempo já não penso mas procuro mantê-las a elas e a muitas outras coisas na minha vida, como sei que gostaria.

Os valores que nos transmitiu, todos nós procurámos passá-los aos nossos filhos e eles são homens e mulheres dignos.

MÃE tenho saudades suas. 

Tenho saudades das vezes em que entrei na sua casa já de noite. Eu precisava daquele bocadinho consigo para desanuviar a cabeça dos desgostos e dos problemas. Depois, quando me sentia mais tranquila, vinha-me embora. Nenhuma de nós falava do que me tinha lá levado mas ambas sabíamos porquê.

Felizmente esses problemas acabaram, se calhar porque também já não tinha onde me refugiar deles.

Tinha razão quando dizia que só compreendemos as mães quando já o somos também. Aliás, tinha razão em tantas outras coisas!

Hoje sou mãe e sou avó. Procuro ser boa em ambas as coisas mas não sei se sempre o consigo. 

Hoje quero especialmente agradecer-lhe tudo o que nos deu, tudo o que sofreu por nós.

Há anos uma das minhas irmãs disse-me que a minha vida era igual à sua. Hoje eu sei que não é verdade. Eu sou feliz, coisa que a mãe nunca foi.

Espero, ou antes, agora TENHO A CERTEZA de que finalmente É FELIZ.

Hoje é DIA DA MÃE.

Não sei se aí no CÉU se festeja este dia mas daqui mando-lhe um beijo de PARABÉNS. Não mãe, isto nos meus olhos não são lágrimas, são saudades..

publicado por rodrigando às 23:53
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.favorito

. PAI SE É POSSIVEL...

. SINA ...(?)

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. ILUSÃO

. REVIRAVOLTAS

. HOJE

. TVI - PORQUE A SOLIDARIED...

. ONTEM FIZ

. OFICIALMENTE...

.tags

. todas as tags

.Música
Música
The Prayer - Celine Dion
.subscrever feeds