Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.



Contador de visitas
.Contador

contador

SELO À AMIZADE

.Os Meus amigos



Maripossa


:: Onix ::

San
Sentidos Proibidos Mª
Cuidando de Mim
Da Planície
Tina
Coisas de Mulher
Em busca da Felicidade



.posts recentes

. RECORDAÇÕES

.arquivos

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

Domingo, 23 de Agosto de 2009
RECORDAÇÕES

 

O barco do "ti" sete - sete

 

Quando eu tinha por volta dos 3 anos o meu pai (loiro e lindo de morrer) ,foi trabalhar ali mesminho para a fronteira da Beira com o Ribatejo e com o Alentejo, na construção da Barragem de Belver. 

Escusado será dizer que aonde há muitos homens,sózinhos e a ganhar bem,há sempre bares com certo tipo  de empregadas. Ali, no meio de nada,não foi excepção.

De tal forma que a minha mãe pegou nas três filhas e com o 4º na barriga , foi de charola de Lisboa até lá, na tentativa de não deixar o meu pai enredar-se em tais  meandros. O mesmo já tinham feito aliás, outras mulheres.

As minhas primeiras recordações são de lá. A linha do comboio de um lado,o Tejo do outro e no meio o casarão meio arruinado onde viviam as familias dos trabalhadores e que actualmente está submerso .

Recordo-me das cobras,dos lagartos dos sardões (deve vir daí a repugnância a animais rastejantes)  e dos buracos aonde se escondiam os contrabandistas.

Hoje, ao ver as fotos do João Palmeira, assaltou-me outra recordação:O barco do "ti" sete sete ! Era um barco com dois bicos,que tinham uma tampa e nessa tampa havia um quadrado em que de um lado se encaixava a "ti" Ana ,mulher do pescador e que também ia para o rio com ele.

Lembro-me que pescavam lampreias (havia de ser agora)!

Sinto-me verdadeiramente surpreendida.Ao  olhar aquela foto foi como se um filme se desenrolasse à minha frente,vi as caras enrugadas,curtidas dos anos e dos trabalhos,vi o barco,recordei-me dos nomes,recordei-me de ver a senhora enfiar-se naquele minúsculo quadradinho.

Recordei-me de mim, a quem a minha mãe tinha que vestir calções, como os rapazes, para que  não me despisse por causa do calor abrasador do verão..

Lembo-me da "Taberna do Benjamim" onde os homens se juntavam para jogar às cartas e onde as mulheres compravam mercearias.

Lembro-me da  "mulher da caseta", guarda da linha férrea, que varria a mesa onde comia

com a  mesma vassoura com que varria o chão.

Vivi ali três anos.

De vez em quando tinha recordações soltas mas hoje bastou uma simples fotografia (linda,sem dúvida) para me trazer à memória as minhas primeiras recordações.

Obrigada João Palmela.

 

sinto-me: Emocionada
publicado por rodrigando às 01:40
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.favorito

. PAI SE É POSSIVEL...

. SINA ...(?)

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. ILUSÃO

. REVIRAVOLTAS

. HOJE

. TVI - PORQUE A SOLIDARIED...

. ONTEM FIZ

. OFICIALMENTE...

.tags

. todas as tags

.Música
Música
The Prayer - Celine Dion
.subscrever feeds