Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.



Contador de visitas
.Contador

contador

SELO À AMIZADE

.Os Meus amigos



Maripossa


:: Onix ::

San
Sentidos Proibidos Mª
Cuidando de Mim
Da Planície
Tina
Coisas de Mulher
Em busca da Felicidade



.posts recentes

. FELIZ DIA DA MÃE

. DE VOLTA? TALVEZ

. PAI SE É POSSIVEL...

. Morreu em HOMEM!!!

. SINA ...(?)

. EM TEMPO DE PÁSCOA E REFL...

. PARABÉNS FILHO

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. CHEGOU A PRIMAVERA

.arquivos

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

Quinta-feira, 10 de Março de 2011
O QUE É PARA MIM A QUARESMA

Quarenta dias, a seguir ao Carnaval, que nos separam da Páscoa.

Este é um tempo em que todos os Cristãos se devem preparar para a época mais importante da sua Fé: A morte e a Ressurreição de Jesus.

É tempo de reflexão para se aproximarem um pouco mais do Sacrificio de Jesus.

Antigamente, na 4ª feira de cinzas, as arcas aonde se guardava a carne salgada eram pregadas com pregos, para que ninguém cedesse à tentação.

Só quem pagava a "bula", (um imposto cobrado pela Igreja) e os doentes, estavam desobrigados desta prática.

Quando as mulheres davam à luz era hábito matar uma galinha e fazer um bom caldo para as ajudar a recuperar. Na Quaresma, era prática pedir autorização ao pároco para o fazer.

O jejum e a penitência também eram obrigatórios.

Hoje o jejum e a penitência já não passam por não comer ou por flagelar o corpo mas por evitar comer ou fazer algo de que se gosta muito.

Com a vida que hoje se vive era impossivel continuar a manter estas práticas nem fariam sentido.

Mas passou-se de 80 para 0.

Hoje a maioria dos cristãos vive a quaresma como dias iguais aos outros.

Importa que chegue a 6ª feira Santa pela tolerância de ponto e a Páscoa pela festa ou pelas férias.

Mas é muito mais do que isto.

Há muitos anos Jesus ensinou-nos que DEUS É AMOR.

Qus nós somos Seus Filhos e tal como ELE devemos Amar e perdoar.

Que, como Filhos do mesmo DEUS, devemos entreajudar-nos.

Ensinou-nos que o poder dos homens é menos importante do que o Poder de Deus.

Ensinou-nos que a morte é só uma passagem para outra vida. 

Morreu para confirmar a Sua Palavra e para nos abrir o Caminho para Deus Pai.

Na Páscoa comemora-se a morte e a RESSURREIÇão do Senhor Jesus.

Já não precisamos do sofrimento porque Jesus sofreu por todos uma morte tão humilhante e dolorosa que não há sofrimento maior.

Mas precisamos de recordar e agradecer todos os dias da nossa vida.

Obrigada Senhor porque com a Tua morte me abriste o CAMINHO para a VIDA.

 

publicado por rodrigando às 17:54
link do post | comentar | favorito
|
9 comentários:
De Marta M a 10 de Março de 2011 às 19:41
Amiga:
A quaresma a ser vivida na sua essência é um tempo exigente em que podemos reflectir sobre a substância da nossa fé e no sacrifício supremo daquele homem extraordinário que foi Jesus.
Mesmo que não se seja um crente muito alinhado como eu :)
Abraço
Marta M
De rodrigando a 12 de Março de 2011 às 23:41
Marta
Quem acredita não precisa de seguir nenhuma igreja para reconhecer e seguir os ensinamentos que Ele nos deixou.
E, para mim, essa é a verdadeira Fé.
Um abraço
De Rosinda a 10 de Março de 2011 às 20:39
Minha amiga, á como dizes, em muitas coisas passamos do 80 para 0 ! Hoje em dia há um desapego enorme de Deus.
Um beijiho grande
Rosinda
De rodrigando a 12 de Março de 2011 às 23:47
AH! Mas quando chegam as horas de aflição a quem se recorre?
Já ouvi ateus confessos a dizer "Deus me valha".
Nos outros momentos, nos bons, nesses muitas vezes esquecemo-nos até de dizer obrigada.O que nos vale é que Deus não é igual a nós e não está sempre a vigiar as nossas falhas para nos castigar. É Pai, é amor, é perdão e,sobretudo, é compaixão.
De Rosinda a 12 de Março de 2011 às 23:52
Fazemos o que todos os "filhos" fazem, pedimos demais e agradecemos de menos... Mas como dizes Ele é compreensivo.
Um beijinho grande amiga.
Rosinda
De Tina a 15 de Março de 2011 às 21:26
De facto estou dea cordo contigo e coma Rosinda!
Hoje em dia está tudo tão diferente... !
Gostei de ler tudo o que escreveste acerca da Quaresma, Adélia!
Espero que estejas melhor, amiga!
Um abraço forte de amizade!
De Anónimo a 16 de Março de 2011 às 21:37
Ola Adelia como está? Espero que bem.
Este seu post tem uma interessante observação na minha opinião.
Pq realmente refere o verdadeiro propósito da vinda de Jesus à terra.
Jesus celebrou a Pascoa com os seus discípulos e só após isso é que repartiu o pão e o vinho explicando o seu simbolismo.
ELE veio para morrer por todos nós e nos resgatar dos pecados.
Enquanto que a maioria comemora a ressurreição, o propósito da sua vinda (real) foi para que se celebrasse a sua morte. Daí ELE ter dito depois da partilha do pão e do vinho, FAZEI ISTO EM MEMORIA DE MIM.
Embora não frequente nenhuma igreja no momento, para mim o que faz sentido é comemorar o memorial da morte de Cristo, pq é através da sua morte que poderemos obter vida com a devida fé.
Tudo de bom e aquele abraço apertadinho.
Gusty
De geriatriaaminhavida a 22 de Março de 2011 às 20:57
A tradição de como eu vivia a pascoa em casa dos meus pais deixou de existir. O facto de ter vindo para a cidade e de ter casado com uma pessoa que não "liga" a essas tradições contribuíram para as perder.
Os meus pais ainda as cumprem.
Não comem carne, no dia de Pascoa o padre vai lá a casa, as ruas são enfeitadas com verdura e claro as casas bem limpas.
Ah e o envelope com dinheiro para o Sr. padre também não é esquecido.

Boa semana
De rodrigando a 24 de Março de 2011 às 01:27
Até há bem pouco tempo isso também acontecia aqui bem perto, em casa dos meus sogros.
Eu achava imensa graça porque em cima da mesa estava sempre um prato com laranjas, como era da tradição lá na terra (Penajoia- Lamego).
Quando perguntei porquê disseram-me que se o padre e os acólitos tivessem sede era para eles comerem.
Agora aqui o padre só vai às casas das pessoas que pedirem e pedem poucas vezes.
Havia tradições bonitas mas que com o tempo perderam o sentido.
Um abraço.

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.favorito

. PAI SE É POSSIVEL...

. SINA ...(?)

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. ILUSÃO

. REVIRAVOLTAS

. HOJE

. TVI - PORQUE A SOLIDARIED...

. ONTEM FIZ

. OFICIALMENTE...

.tags

. todas as tags

.Música
Música
The Prayer - Celine Dion
.subscrever feeds