Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.



Contador de visitas
.Contador

contador

SELO À AMIZADE

.Os Meus amigos



Maripossa


:: Onix ::

San
Sentidos Proibidos Mª
Cuidando de Mim
Da Planície
Tina
Coisas de Mulher
Em busca da Felicidade



.posts recentes

. FELIZ DIA DA MÃE

. DE VOLTA? TALVEZ

. PAI SE É POSSIVEL...

. Morreu em HOMEM!!!

. SINA ...(?)

. EM TEMPO DE PÁSCOA E REFL...

. PARABÉNS FILHO

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. CHEGOU A PRIMAVERA

.arquivos

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

Domingo, 23 de Janeiro de 2011
À BOCA DAS URNAS...

bandeira portuguesa

Agora que as urnas já fecharam já posso dizer como esta Campanha me deixou triste e desiludida com a falta de escrúpulos, a falta de elegância e a falta de humildade de quem se propunha ser o mais alto representante do País e, consequentemente, do Povo.

Não sei quem vai ganhar mas sei quem mais uma vez vai ficar a perder.

Depois ficam zangados e a criticar as abstenções, com as quais eu também não concordo.

Tenho pena que as pessoas que estão desiludidas se abstenham de exercer um Direito conquistado com tanta dificuldade.

Tenho pena que passem por preguiçosos e não como desiludidos.

Tenho pena que não votem com votos em branco ou nulos mas VOTANDO.

Já pensaram o que seria se 45 ou 50% dos Portugueses votasse, em vez de se abster e esse voto fosse um voto de desconfiança?

Claro que alguém ganharia mas decerto poria muito boa gente a pensar na forma como está na política.

Eu votei. Exerci o meu Direito e cumpri o meu Dever.

Não votei em branco nem anulei o voto mas votei PROPOSITADAMENTE num dos candidatos que, à partida, não tem hipótese de vencer mas que foi, quanto a mim, um dos que fez campanha mais limpa.

E continuo triste e desiludida.

Mas votei!

 

 

 

 

 

 

,

publicado por rodrigando às 19:11
link do post | comentar | favorito
|
17 comentários:
De Marta M a 23 de Janeiro de 2011 às 21:29
Agora que estão contados os votos, posso dizer que me reconheço em todas as suas palavras.
Todas.
A campanha mais limpa e inovadora , levou o voto de todos aqui em casa, mesmo que sempre se soubesse que perderíamos...
Mas o nosso apoio ficou claro.
Abraço e amanhã, vida nova que há muito trabalho a fazer ;)
Marta M
De rodrigando a 24 de Janeiro de 2011 às 16:58
Marta
Até que a voz nos doa.
Vamos ver se a promessa, pós eleitoral, de ser o Presidente de todos os Portugueses se cumpre.
Não me interessa a vida pessoal das pessoas, embora queira que quem representa o meu País tenha uma vida irrepreensivel. Não me agradam palavras e poses de superioridade.
Não me agrada a forma como certos senhores se comportaram na Praça Pública parecendo quase que
desconheciam Educação e Formação.
Parece-me no entanto que muita gente recebeu um AVISO.
Todos os candidatos que não eram elegiveis tiveram votos acima do esperado!
Veremos se isto os faz pensar.
Não elegemos os nossos preferidos? Mas dissemos-lhes que não eram eles!
Um abraço
De luadoceu a 24 de Janeiro de 2011 às 11:41
ola adelia
eu tb voteie posso dizer que nao votei em branco,nem arrependida estou
certo que a campanha so foi lavagem de roupa suja e mais uma vez sempre a debater se uns contra os outros, em vez de ser em prlo do pais com dividas e no desemprego,portas e oportunidades a fechar
mas tb votei e estou deconsciencia tranquila,e preferivel a abstençao tb de facto
bjinhos e boa seman
De rodrigando a 24 de Janeiro de 2011 às 16:48
Sabes Carla, há uma coisa que me faz muita confusão: As pessoas não usufruirem dum direito que custou tanto a conquistar.
O direito de dizerem o que pensam e o que querem.
Um abraço.
De blogando-me1 a 24 de Janeiro de 2011 às 16:13
Por acaso não fui votar, pois não me encontrava na cidade, mas mesmo que estivesse não sei se o faria... eu sei que é um dever civico, mas estou tão descontente com este governo e com todas as porcarias que tem feito que sinceramente já há muito tempo que deixei de acreditar neste país...
Como é que a minha amiga anda???? Eu andei um pouco afastada, mas foi por um bom motivo, mas agora regressei em força, mesmo com este frio todo.

Bjs fofos
De rodrigando a 24 de Janeiro de 2011 às 16:44
Vou bem melhor, obrigada.
À espera de nova Junta Médica, à espera da noticia da Aposentação, à espera de Abril para saber se o tratamento resultou e houve cura.
Neste momento a minha vida está num compasso de espera.
Mas vou gozando a companhia da minha família e a minha casinha.
Em breve também a minha casa terá de ir para obras e nessa altura acaba-se o descanso de maneira que agora vou aproveitando.
Um grande abraçoi.
De DyDa/Flordeliz a 24 de Janeiro de 2011 às 16:37
O dia de votos já passou, e os resultados foram - como as sondagens - previsiveis!


Uns calam. Outros gritam.
Façamos parte dos que comem sem calar.

Beijinho

De rodrigando a 24 de Janeiro de 2011 às 16:46
Enquanto tiver uma réstea de vida...vou elogiar ou protestar.
Um abraço
De Rosinda a 24 de Janeiro de 2011 às 16:48
Olá Adélia!
Minha amiga, agora temos mais do mesmo durante uns anitos. Também fiz como tu e quiçá se mais fizessem notaríamos alguma diferença...
Esperemos por dias melhores.
Beijinhos
Rosinda
De Existe um Olhar a 24 de Janeiro de 2011 às 18:03
Faço minhas as tuas palavras, porque elas coincidem exactamente com o que fiz e com o que pensei.
E ainda há quem se queixe....

Beijos
Manu
De rodrigando a 27 de Janeiro de 2011 às 17:19
Amiga
Quem se queixa mais são, normalmente, os que ficaram em casa à espera que os outros resolvam por eles. Um abraço
De maripossa a 25 de Janeiro de 2011 às 00:44
Amiga Adélia. Ainda a pouco comentava que as pessoas a pensar dessa maneira não fazem ver a sua revolta, é em votar e não a ficar a ver a banda a correr e ficar de braços caídos a espera que lhe tragam as coisas a casa. Sei que noutras alturas não se podia exercer esse direito e hoje como cidadãos livres não o fazem. Digo de coração, havia de fazerem uma lei para ser obrigatório. Votei de consciência tranquila e todos aqui em casa, naquele mais humilde, sabendo eu que não ganhava, mas foi. A prepotência se paga cara e os jogos de poder.
Beijinho da amiga Lisa
De rodrigando a 27 de Janeiro de 2011 às 17:14
Lisa
Eu sei o que era querer falar e ter de ficar calada sob pena de...
Fui das que lutei e não me arrependo de nada.
Hoje fico triste por ver que agora não se dá valor ao que se tem ,provavelmente porque sempre tiveram. Penso que as pessoas mais idosas são uma exemplo porque sabem o que era querer e não ter.
Mas então, se as pessoas não exercem um Direito como podem depois reclamar?
às vezes também penso que deveria ser obrigarório, como tantas outras coisas mas ... estamos em democracia. Pelo menos por enquanto!
Um abraço
De maripossa a 28 de Janeiro de 2011 às 19:26
Querida amiga. Poucos saberão o que era e como era! Nem sequer tentam ensinar nas escolas como se vivia esses tempos, em casa dos meus Pais, era o pai que não se calava e lutava, a minha mãe com medo dele ir preso, estava sempre de coração nas mãos. Só lamento que tantos anos depois de Abril, para mim lindo que abriu as portas a mordaça, os políticos não vejam os cidadão de outra forma e tenham por eles respeito.
Beijinho e tudo de bom bfs
De rodrigando a 28 de Janeiro de 2011 às 22:49
Em minha casa era a minha mãe que não dormia enquanto eu não chegava e sempre com medo do que me podia acontecer.
Os meus filhos foram sempre dos mais bem informados das suas salas de aula e nada me podia dar maior prazer que a minha filha, apenas com 13 anos, me pedir para a levar a visitar lugares que ficaram assinalados no 25 de Abril. Fizemo-lo num dia em que tinhamos passado a noite e ver na televisão o desenrolar dos acontecimentos.
E para minha surpresa e alegria encontrámos alguns amigos daquele tempo a fazer as mesmas visitas.
E ,das muitas conversas que ainda vamos tendo, sei que são eles que muitas vezes lembram aos amigos esses tempos.
Nenhum de nós está ligado a partidos, embora todos tenham uma forte consciência de classe.
Um abraço.
De Bete do Intercambiando a 29 de Janeiro de 2011 às 17:30
Se aí, no primeiro mundo, vocês se desiludem com a política, o que dirá nós, daqui do outro lado do oceano, que vivemos num mar de corrupção!...
Viver num país, onde os aumentos de 67% dos salarios dos deputados são votados instantaneamente, e os aumentos dos aposentados discute-se o ano todo, para no final aumentar vergonhosos R$ 10,00, é muito doloroso e revoltante, e a gente acaba ficando mesmo como os 3 macaquinhos, porque não tem outra forma de viver!
Um Abraço
De rodrigando a 3 de Fevereiro de 2011 às 01:50
Bete
Amiga pensas que é só aí?
Nós aqui temos que chegar aos 65 anos para ter uma reforma de "caca" e bem chorada.
Mas quem ocupa cargos políticos (Assembleia da Republica, ministros, 1º Ministro, Presidência da Republica etc., sem falar dos gestores das grandes empresas, têm reformas chorudas ao fim de 8 ou de 10 anos de serviço.
E acumulam 1,2 ou 3 reformas.
Aqui a maioria das pensões de reforma não chegam aos 400 euros ! E há muita mas muita gente apenas com 250 a 300 euros.
E os senhores de que te falei primeiro tem-nas de 2.000 ou 3.000 euros cada.
Como vês a diferença é quase só entre euros e cruzeiros, isto é, diferença apenas de nome.
Um abraço

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.favorito

. PAI SE É POSSIVEL...

. SINA ...(?)

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. ILUSÃO

. REVIRAVOLTAS

. HOJE

. TVI - PORQUE A SOLIDARIED...

. ONTEM FIZ

. OFICIALMENTE...

.tags

. todas as tags

.Música
Música
The Prayer - Celine Dion
.subscrever feeds