Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.



Contador de visitas
.Contador

contador

SELO À AMIZADE

.Os Meus amigos



Maripossa


:: Onix ::

San
Sentidos Proibidos Mª
Cuidando de Mim
Da Planície
Tina
Coisas de Mulher
Em busca da Felicidade



.posts recentes

. FELIZ DIA DA MÃE

. DE VOLTA? TALVEZ

. PAI SE É POSSIVEL...

. Morreu em HOMEM!!!

. SINA ...(?)

. EM TEMPO DE PÁSCOA E REFL...

. PARABÉNS FILHO

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. CHEGOU A PRIMAVERA

.arquivos

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2010
E A HIPOCRISIA CONTINUA...

 CASAMENTO CIVIL / UNIÃO CIVIL REGISTADA / ADOPÇÃO

 

A mim faz-me confusão.

Não me faz confusão que duas pessoas que se amam e que vivem em união de facto (sem que ninguém as impeça  nem ninguém tenha nada a ver com isso) , se queiram casar.

Não me faz confusão que essas pessoas sejam de sexos diferentes ou do mesmo sexo.

Não me faz confusão que todos os Portugueses tenham os mesmos deveres.

O que me faz confusão é que nem todos tenham os mesmos direitos!

Quem é que tem medo dos casamentos entre homossexuais?

Quem é que "inventou" a união civil registada, sabendo que isso é exactamente a mesma coisa? Só muda o nome, as moscas são as mesmas!

Toda a gente sabe que uma  "Uniãode facto" NÃO DÁ as mesmas regalias sociais que um casamento. Seja entre  um casal homo ou hetero.

RESPEITO quem por convicção religiosa não concorda.

Mas em que é que isso interfere na vida deles?

A maioria das pessoas "ditas normais",leia-se "heterossexuais", pensam que os homossexuais são bichos raros, espalhafatosos, escandalosos, quando são exactamente pessoas iguais eles.

Grandes surpresas hão-de ter certas pessoas quando descobriram que os rapazes e as raparigas que vivem na casa do lado ou do outro lado da rua ,vão casar-se um com o outro.

Quanto à adopção a hipocrisia continua.

Quem tem medo que as crianças criadas por homossexuais se tornem homossexuais também?

Afinal quem conhece homossexuais que não sejam filhos de pais hetero?

Quanto ao facto de as crianças que venham (espero eu) a ser adoptadas por casais homossexuais poderem, ou não, ser magoadas com a situação pelos colegas,

compete-nos e nós  educar os nossos filhos a saber respeitar as diferenças.

Lembro-me que antes de haver a Lei do Divórcio uma das razões para o evitar era que os filhos é que iriam sofrer. 

Pelo menos era a defesa dos que eram contra o divórcio

Afinal hoje há imensas famílias monoparentais em que os filhos são mais felizes só com um dos pais do que quando viviam com os dois.

Todas as pessoas precisam de Amor e as crianças mais do que todos os outros.

Se é possivel a adopção por solteiros, se vimos tantas crianças a ser maltratadas até pelos pais, então porquê continuar com esta hipocrisia e não deixar que saiam dos lares as crianças que encontrem pais dispostos a amá-los?

E isto não tem nada a ver com a homossexualidade.

Quantos casais hetero lutam há anos por adoptar uma criança sem que o consigam. E não é por falta de condições ou por falta de Amor.

É apenas porque não há vontade de acabar com a hipocrisia.

 

NOTA- Com este post não quero desrespeitar nenhuma convicção religiosa ou política.

Muito menos qualquer pessoa.

Mas que há coisas que me fazem confusão,há.

 

                                  

 

sinto-me: confusa
publicado por rodrigando às 22:19
link do post | comentar | favorito
|
24 comentários:
De blogear a 8 de Janeiro de 2010 às 22:28
Minha Linda

Só que as mentalidades do pais ainda estao muito muito atrasadas.

Faz-se um bicho de sete cabecas ai, quando o mundo ja andou para a frente, com esse assunto, e agora pergunto eu?

Sera que nao há coisas mais importantes no pais para se debater, olha a educacao por exemplo, é um dos assuntos que me chocou mais este ano em Portugal, pois está muito muito abaixo, daquilo que pensei

Desde que as pessoas sejam Felizes, vivam com quem quiserem, como quiserem, desde que se respeitem e respeitem aos outros, o que importa?

Enfim sao mentalidades, e isso Portugal ainda tem muito para aprender

Beijocas e um óptimo fds Linda
De rodrigando a 9 de Janeiro de 2010 às 04:45
Claro que há coisas mais importantes mas a ajuizar pelo que ultimamente se tem passado no nosso Parlamento...
parece que não.
Nunca pensei ouvir pessoas _-supostamente de respeito _descerem tão baixo na educação e na falta de respeito.
Bom fim de semana também para ti. Beijinhos
De Diana V. a 8 de Janeiro de 2010 às 22:40
Minha querida...
Sinceramente eu nem entendo como se pode dar tanto destaque a este tema na comunicação social, quando há tantos outros assuntos importantes a serem resolvidos.
A união de duas pessoas com ou sem papel assinado, apenas diz respeito aos mesmos, seja qual for o sexo.
Quanto à adopção parece preferivel que se mantenham crianças em lares disfuncionais ou em orfanatos, é de facto triste esta mentalidade, o processo de avaliação dos pais adoptivos deve ser igual para todos, ou estão capacitados, ou não estão, e sim devemos ensinar os nossos filhos a respeitar a diferença, sejam credos, raças ou preferências sexuais.
Concordo plenamente consigo.
Beijos
Diana
De rodrigando a 9 de Janeiro de 2010 às 04:37
Esta lei é importante para repor uma igualdade de direitos que a muitos estava vedada.
Estas pessoas não podiam comprar uma casa em comum e, mesmo vivendo em união de facto, não tinham direito a quaisquer tipos de benefícios sociais ao contrário do que acontecia aos outros..
Lamento é que, com base na hipocrisia e em falsos moralismos, tenham empolgado o caso desta forma.
O mais estranho é que a maioria do povo português não vê nada de extraordinário nesta situação e não se sente absolutamente nada lesada com o assunto, ao contrário do que muitos senhores com assento no Parlamento parece sentir.l
Bom fim de semana Diana
De maripossa a 8 de Janeiro de 2010 às 23:21
Amiga Adélia. As pessoas são confusas e mesquinhas, mas só de fachada, porque no seu interior até tem que se lhe diga. Estou inteiramente de acordo com a lei que foi assinada, quanto a adopção é igual a um casal, e penso que por vezes se calhar serão mais bem estimadas que outras que passam tanto nas mãos de pais legítimos, que os violam anos seguidos e ninguém lhes acode. Gostei do texto bem pertinente e actual.
Beijinho de amizade bfs Lisa
De rodrigando a 9 de Janeiro de 2010 às 04:27
Hoje fiquei ligeiramente assustada quando ouvi um senhor dizer, na Assembleia da Republica, que só 29% dos portugueses eram a favor.
Pensei que um de nós dois não sabia contar e parece-me que, afinal,não sou eu.
Beijinhos.
Bom fim de semana também para ti.
O teu filho estámelhor? Espero que sim.
De Existe um Olhar a 9 de Janeiro de 2010 às 00:55
Olá Amiga
Uma das coisas que me faz mais confusão no mundo em que vivemos é a falta de respeito, a crítica, o julgamento e a tal hipocrisia de que falas.
Que me importa que aquele homem ou mulher se case ou viva com uma do mesmo sexo? Em que é que isso nos afecta?
Haja respeito e todos poderemos viver em paz aceitando-nos uns aos outros e abolindo de uma vez por todas a descriminação, dando lugar ao Amor, a palavra maior que devia mover o mundo.
Óptimo fim de semana
Beijinhos
Manu
De rodrigando a 9 de Janeiro de 2010 às 04:22
Quando as pessoas aprenderem a respeitar-se e a respeitar as diferenças.
Quando um dia se puser em pratica que todos somos iguais em direitos e deveres.
Quando aprendermos que a nossa liberdade acaba aonde começa a liberdade dos outros aí sim teremos um mundo de Paz e de Harmonia.
Até lá vamos esperando e lutando para que este tempo chegue depressa.
De Rosinda a 9 de Janeiro de 2010 às 09:59
Concordo amiga, apesar da minha realidade ser outra, temos que entender os outros, sem falsos pudores e com justiça igual para todos.
Beijinho e abraço
De rodrigando a 9 de Janeiro de 2010 às 16:32
E deixarmos de ser como o avestruz, meter a cabeça na areia e negar a realidade.
Está tudo bem comigo.
Ontem foi a 11ª toma e ainda não senti nada de especial.
A não ser frio que por aqui está de rachar.
Um grande abraço
De Gusty a 9 de Janeiro de 2010 às 16:04
Concordo consigo a 300%.
O que interessa é que as pessoas se sintam felizes...
Espero que esteja bem.
Ontem foi mais uma toma, não é?
jokinhas
Gusty
De rodrigando a 9 de Janeiro de 2010 às 16:36
Olá Gusty!
Foi a 11ª sim, está quase a chegar ao meio do tratamento.
Com a nova medicação de suporte tudo está a correr bem.
E a sua outra amiga?
Dê-lhe, por favor, um dos meus endereços do email. Assim é mais privado e podemos falar mais.
Um grande beijinho
De daplanicie a 9 de Janeiro de 2010 às 19:24
Minha amiga, tenho que te dar os parabéns pelo teu excelente post! Demonstra na perfeição o teu respeito pela individualidade de cada ser humano!
Beijinhos
De rodrigando a 9 de Janeiro de 2010 às 22:18
Minha querida
Na minha vida uma das coisas que eu aprendi é que o respeito dos outros conquista-se.
Não se compra,não se dá.
Mas quem quer ser respeitado primeiro tem que dar o exemplo e respeitar.
Desde muito cedo aprendi que até posso estar em desacordo com outra pessoa, até posso explicar a razão do meu desacordo,não posso de forma alguma obrigá-la a concordar comigo.
E há coisas em que a falta de respeito pelos outros é tão grande que aí, ninguém que me conhece, espera que me cale.
Um bom fim de semana.
Um beijinho
De Sindarin a 9 de Janeiro de 2010 às 20:58
Querida Adélia eu subscrevo cada letra do que aqui está exposto. Que importa k sejam duas pessoas do mesmo sexo se há tanta criança a necessitar de amor e muitas destas pessoas são até mais capazes de pôr o bem-estar da criança acima de tudo que muitos pais hetero. Um beijinho amiga.
De rodrigando a 9 de Janeiro de 2010 às 22:28
Hoje brinquei com o meu filho sobre saber fazer contas.
Ontem vi na televisão um senhor dizer que só 29% dos portugueses eram a favor.
Pensei que eu não sabia fazer contas mas afinal deve ser o tal senhor que se enganou e leu 29% em vez de 92%.
Só pode.
Até agora está tudo normal em relação ao tratamento desta semana. Sem nada de especial.
Um beijinho
De TiBéu ( Isa) a 9 de Janeiro de 2010 às 21:59
Só vim deixar um beijo e desejar que tudo esteja a correr bem contigo. bj
De rodrigando a 9 de Janeiro de 2010 às 22:24
Tibéu
Felizmente até agora ainda não tive nada de mais doloroso que um comprimido de Nolotil não ajude a passar. E estou quase no meio do tratamento,graças a Deus.
Bom fim de semana também para ti.Um abraço
De TiBéu ( Isa) a 9 de Janeiro de 2010 às 22:29
Fico contente por tudo estar a correr bem, boa continuação e uma noite descansada bj
De eduarda a 10 de Janeiro de 2010 às 00:08
Ola Adélia

Estou mais preocupada com o desemprego a aumentar diaria e galopantemente, a falência de pequenas empresas,a falta de nível dos cursos profissionalizantes,os falsos recibos verdes, os contratos precários,a devastação da zona agrícola do Oeste e a ajuda célere a esses agricultores,a fuga dos bons médicos para os hospitais privados, as listas de espera em cirurgias de várias especialidades e o sofrimento que isso acarreta em quem precisa ser operado, os jovens sem emprego, sem futuro,os ordenados chorudos e vergonhosos de alguns, as reformas miseráveis, etc etc...
Não tenho nada contra os homosexuais, até porque tenho 1 filho de 25 anos que podia sê-lo.
Eduarda
De rodrigando a 10 de Janeiro de 2010 às 17:09
Querida Eduarda
Precisamente porque os Governantes( e não só o 1º Ministro e o Governo) se deveriam preocupar em resolver esses problemas que são tão graves e que afectam milhões de Portugueses é que considero uma hipocrisia discutir-se se os homossexuais devem ou não ter direito a casar-se e a adoptarem, quando a lei nos diz que todos os homens são iguais em direitos e em deveres.
Logo, para mim, isto nem sequer tem direito a discussão.
Se casamento era apenas encarado como uma união entre um homem e uma mulher e agora é apenas entre duas pessoas é uma questão de palavras.
Deveriam estar realmente preocupados com outras coisas e nisso o Sr.Presidente da Republica,em quem não votei e com quem até nem simpatizo por aí além, tem razão.
Depois de há tempos ouvir um debate na Assembleia da Republica cheguei à conclusão de que a maioria daqueles senhores está lá para defender o partido,o ordenado e a reforma choruda e vergonhosa ao fim de dois mandatos, NÃO PARA DEFENDER OS NOSSOS INTERESSES.
Por isso a hipocrisia continua.
Como sabes tenho 3 filhos,2 são casados e um ainda está solteiro.
Se algum fosse homossexual eu apenas quereria para ele o mesmo que quero: QUE SEJA MUITO FELIZ.
Como vai a tua saúde? Espero que continues a recuperar pois sinto-te mais animada.
Eu estou a passar bem este fim de semana,apesar do frio.
Um grande beijinho
De eduarda a 10 de Janeiro de 2010 às 19:11
Olá Adélia
Fico satisfeita por saber que vai melhor de saúde.
Estou tentando recuperar.
Nunca tive tabus sobre sexo com o meu filho, conforme as perguntas apareciam respondia conforme o entendimento dele.
Quando entrou na pré adolescencia, a sida ainda era atribuída aos homossexuais.
Durante toda a adolescencia falei com ele sobre sida,preservativos e hossexualidade.Muitas vezes lhe disse que se ele sentisse que era homossexual eu aceitaria a verdade.
Este fim de semana mostrei ao meu filho o seu blog.
Um abraço
Eduarda
De rodrigando a 10 de Janeiro de 2010 às 19:43
Também nunca tive tabus com os meus filhos. Na minha casa sempre se falou abertamente das coisas de acordo com a idade dos meus filhos.
Nunca fiz tal pergunta aos meus filhos,se calhar porque isso não é assim tão importante.
Há tempos uma amiga que desconfiava que o filho era homossexual não teve coragem para me contar abertamente mas deu-me a entender que isso a preocupava e a fazia sofrer,não por ele o ser mas pela maneira como seria visto pelas outras pessoa
Conversámos as duas sem nomear nomes e finalmente chegou à conclusão que afinal o importante é ele ser feliz.Ainda hoje não sei se o rapaz o é ou não e penso que a mãe também não..
Afinal, filhos são filhos e se nós não os aceitarmos e amarmos como são,quem o fará?

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.favorito

. PAI SE É POSSIVEL...

. SINA ...(?)

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. ILUSÃO

. REVIRAVOLTAS

. HOJE

. TVI - PORQUE A SOLIDARIED...

. ONTEM FIZ

. OFICIALMENTE...

.tags

. todas as tags

.Música
Música
The Prayer - Celine Dion
.subscrever feeds