Aqui falo de mim, dos que amo, dos meus sonhos, das minhas alegrias e tristezas e de tudo o que gosto...ou não.



Contador de visitas
.Contador

contador

SELO À AMIZADE

.Os Meus amigos



Maripossa


:: Onix ::

San
Sentidos Proibidos Mª
Cuidando de Mim
Da Planície
Tina
Coisas de Mulher
Em busca da Felicidade



.posts recentes

. FELIZ DIA DA MÃE

. DE VOLTA? TALVEZ

. PAI SE É POSSIVEL...

. Morreu em HOMEM!!!

. SINA ...(?)

. EM TEMPO DE PÁSCOA E REFL...

. PARABÉNS FILHO

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. CHEGOU A PRIMAVERA

.arquivos

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Abril 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

Sábado, 31 de Outubro de 2009
EFEITOS SECUNDÁRIOS??? UUUUUI!!!

 Fui ao hospital e fui eu própria a injectar-me para aprender. A certa altura pensei que não ia conseguir fazê-lo mas o enfermeiro riu-se e disse-me que já me tinha picado duas vezes. Era verdade e a partir dali não custou nada.

Até às 10,3o da noite eram tão suaves que já pensava que era eu que tinha sobrevalorizado.

Depois é que foi o bonito. Tremuras como se estivesse despida no Polo Norte, Batia o queixo e tinha tanto frio que embrulhei-me num cobertor de cobri-me com mais dois e,mesmo assim não parava de tremer.

Convulsões,febre e dores horrorosas no corpo,sobretudo nas costas e nas articulações. Estava sózinha porque o filho mais velho estava de serviço e não quis ir para casa dele. Ainda bem senão tinha pregado umsusto à nora e à neta.

A filha foi para o hospital, com suspeita de gripe, felizmente não é.

O filho do meio teve um concerto e não podia de modo nenhum faltar. Mas tinham estado comigo até pouco antes de me começar a sentir mal e, até então nada fazia prever o que passei depois. Foram mais ou menos umas quatro horas bem doloridas.

Dei comigo a pensar como se estariam a sentir as pessoas que eu vi lá na sala a fazer quimioterapia. Se a mim uma injecção de proteinas me estava a fazer aquilo,com estariam eles?

Hoje tenho dores de cabeça e sinto-me muito prostrada.

Para escrever este post já tive que parar três vezes.

Mas o importante é que comecei o tratamento.Agora já sei o que me espera nas próximas 6ªs feiras (seis meses) e depois disso, se DEUS QUISER E ELE QUER, ficarei  finalmente curada. 

E ontem, enquanto esperava que o comprimido fizesse efeito, para  depois poder apanhar a injecção, v i chegar tanta gente com o mesmo problema que eu.

Que Deus os acompanhe a todos e se curem também.

 

Hoje é dia das bruxas e não é um dia especialmente festivo para mim.

Gosto mais do dia de Amanhã -O DIA DE TODOS OS SANTOS - sobretudo de me lembrar que nesse dia todas as crianças andavam de porta em porta a pedir o PÃO POR DEUS. 

E toda a gente dava, ricos e pobres, todos tinham um pão ,um bolo ,fruta , frutos secos, rebuçados e, até, dinheiro para oferecer.

Até porque os avarentos (poucos) ouviam a cantilena "dlim, dlão,caia a casa no meio do chão e venham os ratos roer-lhe o pão"

Para todos vós,quer brinquem com o halloween,quer com o dia de todos os santos,um bom fim de semana.

sinto-me: fraquita
publicado por rodrigando às 14:23
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|
Sexta-feira, 30 de Outubro de 2009
HOSPITAL

 Ontem fui ao Hospital. Todos os exames estavam bem e vou já hoje começar o tratamento.

Vou apanhar a primeira injecção lá e vou aprender a injectar-me sózinha.

Vou tomar uma quantidade maior de medicamentos do que pensava, inclusivé analgésicos e isso está a pertubar-me um bocadinho.

Mais uma vez a Médica foi impecável ao explicar-me todo o tratamento e a disponibilizar-se para me atender se os efeitos secundários forem muito dolorosos.

Estas injecções são aplicadas normalmente às 6ªs feiras para os efeitos secundários se darem durante o fim de semana e podermos descansar.

São estes efeitos que me estão a intimidar um bocadinho mas eu quero curar-me e tenho que me mentalizar que tenho que passar por eles e até pode acontecer que não sejam assim tão dificeis.

Acho que estou a sofrer um bocado por antecipação. Amanhã logo se vê.

Esperei quase dois anos por este dia e agora que ele chegou estou armada em piegas.

Que vergonha!

                                    

 

sinto-me: Ansiosa e medrosa
publicado por rodrigando às 01:16
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Outubro de 2009
HOJE VOU AO HOSPITAL

  Mas ontem fui ao psicólogo.

Precisava que  me passasse uma carta em que desse a opinião dele quanto ao meu estado de saúde  psicológico sem o qual não posso iniciar o tratamento.

Acontece que me descuidei e não marquei a consulta a tempo e horas no Centro de Saúde.

Agora tive que recorrer a um semi-particular (porque a Junta de Freguesia disponibiliza as instalações e as consultas são muito mais baratas) mas gostei do psicolólogo e do facto da consulta não ser feita num consultório normal.

Depois de conversarmos bastante sobre a minha vida presente e passada e depois de ele chegar à conclusão de que tenho na minha vida muitas coisas mal resolvidas e que ainda me magoam, passou-me a carta. 

Fez-me muito bem desabafar  coisas que normalmente não falo com ninguém mas o facto de se ter criado empatia entre ambos ajudou muito. 

Fez-me verbalizar sentimentos em que normalmente não penso. Perguntou-me se a minha relação com o meu ex-marido era amor-ódio. Nunca tinha pensado nisso e entre ambos chegámos à conclusão que é somente (?) revolta e (ainda) muita raiva.

Pelo que me apercebi tenho ainda muita coisa para compreender e aprender da minha vida. 

Mas logo vou ao Hospital e espero vir de lá com a certeza de que vou finalmente fazer o tratamento e curar-me.

                                               

sinto-me: esperançada
publicado por rodrigando às 01:28
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009
CURTIR

 Hoje, uma aluna  do 8º ano lá da  Escola estava a falar comigo, enquanto esperava a chegada da mãe, que vinha buscá-la de carro.

A certa altura perguntou-me se conhecia um outro aluno e o que é que achava dele.

"Cheirou-me" a namorico no ar.

Respondi-lhe que só o conhecia de vista, que o achava engraçadinho mas que não tinha nenhuma opinião formada.

-Sabe ele esta semana está a "curtir" com uma amiga minha e para a semana vai "curtir" comigo.

Devo ter feito uma cara tão esquisita que ela acrescentou: - Não é nenhum namoro, é só uma  "curte".

Entretanto a mãe chegou e ela foi-se embora.

Por favor, alguém me explica o que é "uma curte"   

 

                                           

sinto-me: Desactualizada
publicado por rodrigando às 01:49
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Outubro de 2009
20º FESTIVAL DE BANDA DESENHADA DA AMADORA

 Pois é!

Hoje na RTP 1 falaram neste Festival que abriu ao Público no dia 23 e vai continuar até ao dia 2 de Novembro.

É um grande evento cultural, conhecido e participado a nivel internacional.

 

Mas  se o quiser ver e fôr até à Amadora - cidade, vai perder muito tempo.

 

O Festival é aqui no FORUM da minha terra - BRANDOA  (city).

 

Mesmo à entrada para quem vier de Lisboa-Pontinha ou Lisboa-Benfica , junto ao Posto da P.S.P., da Cruz Vermelha Portuguesa e da minha Escola, pois claro!

 

Deram tantas informações pertinentes e não só, então porque não disseram que era aqui, na Brandoa?

 

Ou será que sou eu que estou com a mania da perseguição?

Eu vou lá todos os anos e garanto que vale a pena.

Quem gosta de Banda Desenhada tem muito que ver. E é um lugar agradável onde passar uma tarde de fim de semana, em família.

O Forum está inserido num jardim relvado aonde as crianças podem brincar na relva e onde nos podemos sentar. Está bem servido de transportes e além disso há boas zonas de estacionamento.

E, acreditem, a Brandoa é um lugar tão seguro como qualquer outro. Se o não fosse acham que a Câmara arriscava fazer aqui um Festival desta dimensão?

                                                                                                                         

           

 

 

sinto-me: Orgulhosa da "minha terra"
publicado por rodrigando às 01:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 24 de Outubro de 2009
PORQUE É QUE ME SINTO ASSIM?

 Não me deixo ir abaixo com facilidade e, quando isso acontece, normalmente é durante pouco tempo.

Sei que quando se tem (se teve) uma depressão major (que raio de termo é este?) é natural que de vez em quando as pessoas se deixem ir animicamente abaixo.  Mas eu tenho sempre lutado contra o que é natural acontecer e tenho vencido.

Agora não consigo.

Há dias que não me apetece fazer nada. Não me apetece comer, não me apetece sair de casa, não me apetece ir trabalhar, nada.Talvez seja esta mudança repentina do tempo. O mau tempo sempre me transtornou.

Os meus programas do AXN agora estão a dar e eu nem para eles olho. A única coisa que ainda me dá prazer é vir aqui, ver os posts das amigas, conversar um pouco. As noitadas até de madrugada já há uns dias que não consigo fazê-las.

Tenho andado a remexer em papeis e a reler coisas antigas, sinto saudades e sei que isso também não me ajuda.

Ontem fiquei de tarde em casa para descansar e o pouco tempo em que estive a trabalhar o tempo demorou imenso a passar. Eu, que gosto tanto do meu trabalho,  não via a hora de voltar para casa.

Dói-me o corpo e estou ligeiramente constipada.

.Sinto-me triste e arreliada porque não tenho nenhuma razão nem gosto, de me sentir assim.

Eu, que adoro música clássica, tive que tirar o CD porque até a música me estava a irritar em vez de  me descontrair.

Não posso ir deitar-me porque sei que não durmo, vou andar às voltas na cama e ainda me vou irritar mais.

BOLAS isto não é só por causa do tempo. Devo estar a entrar em paranóia.

SE, SE eu  hoje postar isto não se preocupem. Amanhã já estou bem. Agora é só um momento baixo cuja causa nem eu sei.

Vou tomar um comprimido e tentar dormir. Normalmente evito fazê-lo mas hoje tem mesmo que ser.

Amanhã vou para casa do filho mais velho e com os netos, o filho e a norinha decerto vou sentir-me muito melhor.

Bom fim de semana para todas.

 

 

 

 

sinto-me: Irritada e doente
publicado por rodrigando às 01:44
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Outubro de 2009
LUZES NOS TEUS OLHOS (11)

 Quando te olhava mais de perto

Via duas luzes nos teus olhos .

O que eram, nunca soube bem ao certo

Seriam dois faróis ou dois sóis

Ou apenas os olhos de um poeta?

Eu gostava de as olhar.

Eu gostava de os beijar.

 

Nunca tinha visto nada assim.

Quando os teus olhos fechaste

E as  duas luzes apagaste

Ninguém mais olhou assim, p'ra mim.

 

Passados tantos anos

De ilusões de desenganos 

Que a vida  me pôs no  caminho

Lembrei-me das luzes que via

Quando o teu olhar me sorria

E dos meus olhos

Duas lágrimas correram de mansinho.

                                           

sinto-me: triste e saudosa
tags:
publicado por rodrigando às 00:47
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Outubro de 2009
A MENINA QUE TINHA MEDO DO VENTO

 Pouco tempo depois de ter começado a trabalhar na Escola coube-me o serviço da portaria.

Um dia, em que fazia bastante vento, comecei a ouvir o choro aflitivo de uma criança. Pensei que algo muito grave estava a acontecer mas não. Apercebi-me que essa criança vinha em direcção à Escola pela mão de uma jovem aluna, que quase a arrastava atrás de si. A resistência que a criança fazia era enorme, quase tão grande como a determinação da mais velha em puxá-la.

Quando chegaram ao portão tive que intervir para saber o que se passava.

Nada de especial a não ser a pequenina ter medo do vento, a mais velha ter uma aula de educação fisica  a que não podia faltar e a mãe ter-se atrasado a chegar a casa.

 Consegui que a menina aceitasse ficar ao pé de mim, resguardada do vento, em vez de acompanhar a irmã.

Não foi fácil. A pequenina não me conhecia mas, entre ficar com uma desconhecida e suportar o vento que soprava, optou pelo que menos medo lhe metia. Eu.

Conversámos. Pensei que ela tinha apanhado algum susto, que tinha visto alguma desgraça na televisão, nesse ano tinham havido várias  mas não.

Tinha medo, pura e simplesmente.

Apesar do dia estar desagradável eu tinha a janela um bocadinho aberta e ela um cabelo loiro,comprido e lindo.

Lembrei-me de lhe dizer que não tinha por que ter medo porque o vento era amigo e até queria brincar com ela. Claro que não acreditou. Devagarinho, consegui fazê-la chegar mais perto da janela aberta para ela ver o vento a brincar-lhe com o cabelo.

Muito a medo fê-lo.  O vento levou-lhe o cabelo para o nariz, fazendo-lhe cócegas. Aproveitei para mais uma vez lhe dizer que era ele a brincar com ela. Mostrei-lhe o vento a brincar também com as folhas das árvores.

A pouco e pouco ganhou confiança, percebeu que não havia razão nenhuma para ter medo e, perante a surpresa de todos, quando a mãe chegou a menina estava no campo a ver o jogo da irmã.

Vim a saber  depois que esta menina até já tinha tido apoio clinico, sem resultado.

Um dia, bastante mais tarde, disse-me que a médica não tinha vento no consultório.

Pois é, esta menina entrou este ano na Faculdade.

Há dias foi à Escola visitar-nos, falámos disto, rimo-nos as duas. Não sei em que área entrou mas, se tiver sido para medicina espero que, se alguma vez tiver uma situação idêntica, se lembre de ter vento no consultório.

 

                                                                                                  

 

 

sinto-me: saudosa
tags: ,
publicado por rodrigando às 02:11
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Domingo, 18 de Outubro de 2009
IDOLOS

 Acabei de ver  uma edição dos Idolos e, mais uma vez, fiquei com péssima impressão do programa.

Aparecem jovens cheios de ilusões, que provavelmente até cantam bem mas só entre amigos. A solo, sem terem primeiro uma boa Escola de Canto, nunca serão capazes.

Aparecem outros que nem sequer têm boa voz nem sabem cantar, que aparecem ali levados por ilusões, que nem sempre são deles. 

Depois aparecem  vozes, trabalhadas, com escolas de canto, que nem sequer são bonitas mas que aprenderam a cantar, só isso.

Depois aparecem os cromos que nem sequer vão iludidos, vão apenas para ver o que dá.

E há ainda os que têm boa voz, sabem cantar e que merecem mesmo uma oportunidade.

Finalmente está o júri, omnipotente, omnipresente com poder e autoridade para decidir o futuro próximo de alguns deles. MAS NÃO PRECISAM DE MAGOAR E OFENDER!!!

Já que com razão, ou sem ela, acabam com a ilusão  da maioria, pelo menos que o fizessem com um bocadinho menos de frieza ou de gozo.

Podiam simplesmente dizer NÃO sem comentários jocosos.

Ficavam, na minha opinião,muito melhor.

Mas isto é só a minha opinião! 

Ao júri, especialmente ao presidente do júri

sinto-me: enojada
publicado por rodrigando às 22:41
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
APRENDER COM OS PROPRIOS ERROS

 Acabei de aprender mais uma vez.

Desta vez foi só a apagar um comentário que, inadvertidamente, publiquei no meu próprio blog quando o queria apenas mandar para uma Amiga. 

Mais uma vez se manifestou a solidariedade entre Amigas virtuais e aqui deixo o meu MUITO OBRIGADA a todas as Amigas que se prontificaram a ajudar-me a fazê-lo,especialmente à Carla e à Gusty.

Bem hajam.

publicado por rodrigando às 22:36
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
OLHAR A VIDA (10)

Olha a vida...

Pelos olhos de uma criança,

Que não vê

O ódio,a mentira ou a vingança.

Olha a vida...

Pelo olhar duma velhinha

Que já viu de tudo mas caminha

Olha a vida..

Na água de um rio, cristalina e pura,

Que rega os campos

E a todos mata a secura.

Olha a vida...

Com os olhos com que nasceste.

Não a vejas

Com o olhar que aprendeste.

E quando um dia partires,

Podes crer...

VIVESTE.

 

 

sinto-me: preguiçosa
tags:
publicado por rodrigando às 00:56
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
|
Quinta-feira, 15 de Outubro de 2009
A LEI DO RETORNO

 "Se fazes mal ao teu vizinho o teu (mal) já vem a caminho"

 

Desde que me lembro de ser gente que me recordo de ouvir a minha mãe dizer este ditado. Talvez por essa razão sempre evitei dar-me mal com quem vive perto de mim, ainda que por vezes tenha tido que virar as costas e engolir as palavras que me saltam à boca.

Por isso aprendi que quando sou incompativel com alguém pura e simplesmente afasto-me.Não falo nem dou aso a qualquer tipo de convivência.

Mas há coisas que me tiram do sério.

Moro há 31 anos nesta casa. Quando vim para aqui morar já cá morava um casal, na altura com uma filha e a quem depois nasceu outra. 

Os meus três filhos nasceram aqui. Nunca houve qualquer desentendimento entre as nossas famílias ao ponto dos miúdos chamarem "tios" aos vizinhos. Mas a "tia-vizinha" morreu  e o marido voltou a casar há já alguns 10 anos.

A nova (velha) esposa é ciumenta ,parva e má.

Há tempos uns trabalhadores que estavam a arranjar um telhado dum prédio aqui na rua estavam a almoçar sentados no passeio. Ora eu tenho um quintal com uma mesa e cadeiras e convidei os senhores para irem para lá almoçar, enquanto o trabalho durasse.

Quando tal viu fartou-se de resmungar.

Depois disso voltei a dar com duas senhoras, tia e sobrinha, caboverdianas, a

 comer, também sentadas nos pilaretes do passeio.Tinham vindo despedir-se duma pessoa de família que ia para o Brasil e tinham-se desencontrado. Enquanto esperavam que a outra senhora chegasse foram comprar comida e estavam ali a comer.

Estão a ver aonde as senhoras acabaram de almoçar? No meu quintal, pois claro!

Como sempre que sente alguém no quintal a vizinha vem espreitar o que se passa, ao ver as senhoras lá sentadas ,voltou a resmungar.

No último fim de semana combinei com uma senhora vir cá a casa buscar roupas que deixaram de servir aos meus netos para os meninos dela.

A senhora não veio e eu estranhei porque   tinha-me dito que viria.

Hoje encontrei-a e ela disse-me que tinha cá vindo mas estava uma senhora no quintal que não a tinha deixado entrar.

Ainda por cima tratou mal a senhora dizendo que estava farta de eu deixar cá entrar pretos e vagabundos! 

Não imaginam a fúria que senti. Nenhuma destas pessoas era vagabunda! E se fossem?

Quando saí de casa ela estava sentada no quintal  por isso eu sabia que ainda lá estava.

O quintal está dividido por um caminho que é comum e ultimamente ambos os lados estão vedados. O lado dela foi vedado para os vizinhos não virem cá buscar hortelã e coentros, como faziam no tempo da 1ª esposa.

O meu foi vedado para evitar que ela pusesse o meu cão na rua e o deixasse andar todo o dia com fome e sede.Quando alguém abria o portão e deixava o animal entrar ela voltava a pô-lo na rua.

Estão a ver a "bondade" da criatura!

Pois sabem o que fiz? Trouxe a senhora comigo, para dentro de casa. Ela levou os sacos com a roupa. Acompanhei-a ao portão e, quando ia a passar ao pé da "dita", disse à senhora: --A próxima vez que quiser vir à minha casa não precisa de pedir autorização a ninguém,  porque na minha casa mando eu e entra cá quem eu quero não quem a vizinha deixa!

Disse-o bastante alto e com ar bastante zangada. Mas a "dita" nem resmungou nem a cabeça levantou, porque eu também estava a olhar para ela.

Nunca na minha vida discuti com ninguém e até acho que não o sei  fazer mas, se ela tivesse dito alguma coisa, sinceramente nem sei o que lhe diria mas ouvia-me e bem.

SE O QUE A MINHA MÃE DIZIA É VERDADE, mais tarde ou mais cedo esta senhora(?) vai ter retorno e não vai ser bom.

Mas,apesar de tudo, tenho pena dela.

 

 

 

 

 

sinto-me: triste e revoltada
publicado por rodrigando às 02:14
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Outubro de 2009
HÁ 31 ANOS FOI ASSIM

  

Meio dia e meia hora.

A noiva saiu de casa pelo braço do padrinho.

Á porta da Igreja, impaciente,esperava o noivo. O casório estava marcado para o meio dia mas o padre tinha mandado recado a pedir para o atrasar  para poder acabar as inscrições da Catequese.

A sogra e alguns amigos já tinham ido espreitar a noiva, coisa que o noivo não podia fazer.

Á porta da Igreja esperavam Amigos (muitos) convidados (poucos, o dinheiro para o copo de água era escasso) e bastantes curiosos.

Um casamento desperta sempre a curiosidade numa povoação pequena...

Quando não há Igreja Paroquial e é num salão que são feitas as celebrações religiosas... Quando alguém resolve  casar-se lá em vez de preferir a pompa de uma Igreja...

Quando a noiva é catequista, orientadora do Grupo de Jovens, membro da Comissão de Moradores e outras coisas mais...estão a ver.

Entrada no salão-igreja ao som da Avé Maria, cantada por uma voz fabulosa.

A igreja cheia de rosas, compradas pelas amigas do coro que a enfeitaram. 

 Missa cantada, leituras feitas pelos noivos, celebração do casamento, promessas de amor eterno ditas com o coração e com absoluta convicção...

Lágrimas, sorrisos, beijos, abraços e chuva para abençoar.

Copo de água, bem servido,  com fartura (penso que não deu lucro).

Final do dia, saída para a lua de mel, pobrezinha, em Corroios, qual Madeira, qual carapuça.

Oito dias  a três, porque o filho mais velho já vinha a caminho, maravilhosos, pois claro.

 

31 anos depois...

Cada um para seu lado.

 Três filhos, três netos, mágoas e marcas que nem o tempo apaga. Muitos anos em que só um lutou por conservar  e consertar o que já não tinha conserto.

Estou - estamos - melhor assim.

Hoje é apenas dia para recordar o que poderia ter sido uma vida de sonho e não o foi para nenhum. Não procuro culpados, nem desculpas. Quando o casamento acaba não é nunca por culpa de um só. O outro também tem a culpa nem que seja por se ter deixado apagar e anular, por ter fechado os olhos para não ver o que todos viam, por ter ficado à espera que o tempo resolvesse o que já não tinha solução.

Hoje é apenas o  dia para recordar um dia em que ambos fomos felizes.

 Hoje é o dia  em que há 31 anos me casei. Só isso!

sinto-me: bem comigo
publicado por rodrigando às 01:41
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Terça-feira, 13 de Outubro de 2009
De madrugada

 Não sei se é por ser de um signo de água,com ascendente em Lua ou por qualquer outra razão é verdade que gosto muito da noite.Sempre gostei.

É de noite que gosto de ler,de escrever,de pensar,de estudar e é de noite que ando por aqui, quando a maioria de vós está a descansar.

Ao contrário do que acontece com muitas pessoas a noite não me atemoriza. Nunca tive medo do escuro e os barulhos da noite não me incomodam.

As pessoas da minha vizinhança sabem desta minha preferência e, já mais do que uma vez, em situações de aflição, vieram pedir-me ajuda.

Gosto da luz do luar, das estrelas, do silêncio. Fico deslumbrada com paisagens nocturnas.

Há anos, numa altura muito dificil da minha vida, morei com a minha filha numa casinha tão pequenina que lhe chamávamos a casa das bonecas. Estava situada no alto da povoação e com uma paisagem nocturna fantástica. Quantas vezes dei comigo a meio da noite, à janela, a admirar os milhões de estrelas? A ver as luzes de Lisboa ali ao lado e à nossa volta?

De noite nada há que me distraia do que estou a fazer. 

De noite sinto-me mais perto de Deus e, até, quando estou em oração me parece que ela chega mais depressa ao Céu.

Quando às vezes algumas amigas se queixam da noite e me dizem que não gostam eu fico triste. Para mim a noite é o  alfa e o ómega  do  meu dia.

Deito-me quase sempre de madrugada, quando o sono me começa a vencer  e porque o corpo precisa de descansar para mais um dia de trabalho.

 Daqui a pouco chega a madrugada,vocês começam a acordar, contrariadas e é também contrariada que eu me vou deitar. Oxalá tenham descansado bem.Tenham um bom dia

 

                                                      Eu começo a sentir sono 

 

sinto-me: sonolenta
tags: ,
publicado por rodrigando às 04:05
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Segunda-feira, 12 de Outubro de 2009
EU VOTEI. Tarde...

 Hoje só venho dizer que votei. Ás 18,40,mas votei.

 Ontem fui para casa do filho mais velho e passei lá o domingo,o que deu direito a almoço com os filhos todos -  coisa rara -  e os netos.

Depois do almoço demorado e bem conversado,( não foi bem regado porque eles bebem todos sumos e cá a "je", "moi", que sou eu, está proibida), o filho e a norinha foram votar e a avó foi adormecer os netos. Acho que adormeci primeiro que  eles.

Por sorte a tia-madrinha estava a tomar conta do bebé.

Quando acordei já eram quase 6 horas. Entre o "não vás, já se sabe quem vai ganhar" e o" vou  sim senhor" repetidos aí uma 3 ou 4 vezes lá se resolveu quem me traria a votar e me poupava 6 "euritos"  de táxi.

Ainda por cima aos domingos há feira cá na terra e, àquela hora ,com o levantar das tendas, havia imenso trânsito.

Por fim lá cheguei ao local da votação, quando já não se via quase ninguém, nem havia filas para as mesas. O meu neto de 4 anos foi comigo para ver como se votava,sim porque nestas coisas de democracia quanto mais cedo se aprende,melhor.

O pior foi que ele conhece alguns simbolos dos partidos e,quando chegámos ao carro,  disse imediatamente à mãe em que partido a avó votou.

Bolas, olha se ele se lembrasse de o fazer na sala! Lá ficariam alguns dos meus amigos chateados. Pois! Como o voto é secreto,nem eles sabem em quem voto. 

No fim da contagem lá ganhou  quem nós esperávamos.Mas eu votei contra!        

sinto-me: Contrariada
publicado por rodrigando às 03:00
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.favorito

. PAI SE É POSSIVEL...

. SINA ...(?)

. PASSARAM-SE 34 ANOS

. EU MORO NA BRANDOA...

. ILUSÃO

. REVIRAVOLTAS

. HOJE

. TVI - PORQUE A SOLIDARIED...

. ONTEM FIZ

. OFICIALMENTE...

.tags

. todas as tags

.Música
Música
The Prayer - Celine Dion
.subscrever feeds